Produtos utilizados pelos brasileiros para seus pés

Produtos utilizados pelos brasileiros para seus pés

A- Tamanho dos calçados brasileiros versus largura necessária

O sistema brasileiro de numeração dos sapatos não apresenta opções de diferentes larguras. Questionamos os entrevistados sobre a numeração do seu sapato e se a largura é adequada.

A seguir a distribuição dos respondentes de acordo com o tamanho dos sapatos:

tamanho dos sapatos

 

95,7% dos homens são atendidos com 7 tamanhos diferentes de calçados (38 a 44) e 97,8% das mulheres são atendidas com 7 tamanhos diferentes (33 a 39).

Um dado interessante é que 10,1% dos homens e 23,1% das mulheres têm um pé maior do que o outro. Destes, apenas 3,6% dos homens e 3,2% das mulheres têm necessidade de comprar sapatos com um pé de tamanho diferente do outro.

 

B- Largura dos sapatos

14,9% dos homens e 25,6% das mulheres da amostra disseram que a largura padrão do sapato não é adequada. Esses percentuais aumentam significativamente com a idade e com o aumento do índice de massa corporal. A renda mensal não demonstrou interferência na tendência.

Largura dos sapatos

 

C- Volume de sapato / volume do pé

Foi solicitado aos respondentes classificar seus pés como:

– robusto – com volume maior do que o normal e

– magros – com menor volume do que o normal.

80,1% dos homens e 67,9% das mulheres classificaram seus pés como normais.

Seguem as tabulações cruzadas por idade e volume do pé.

Idade /volume do pé

 

Observação:

As mulheres acreditam que seus pés são menos “normais” do que os homens. 12,3% a 14,5% dos homens e 14,7% a 21,9% das mulheres consideram seus pés robustos (gordos). As mulheres também consideram seus pés mais magros do que o normal em parcela maior do que os homens.

 

D- Calçados Masculinos: frequência de utilização por tipo

Utilização por tipo de calçado.

Utilização por tipo de calçado

 

Observações:

  1. Considerando-se as duas categorias “sempre” e “muitas vezes” descobrimos que a ordem de utilização de sapato é a seguinte:
  2. a) Sandálias = 66,3%
  3. b) Tênis = 61,8%
  4. c) Sapatos Sociais = 36,7%
  5. d) Sapatênis = 25,2%
  6. e) Outros = 21,5%

 

Analisando a utilização por idade categorias “sempre” e “muitas vezes”.

utilização TIPO DE CALÇADO SAPATO por idade categorias “sempre” e “muitas vezes”

 

Observações

  1. O uso de sapatos sociais aumenta com o avanço da idade.
  2. O uso de tênis diminui com o avanço da idade.
  3. O uso de sapatênis diminui com o avanço da idade.

 

Analisando a utilização de calçados masculinos por IMC categorias “sempre” e “muitas vezes”.

utilização de calçados masculinos por IMC categorias “sempre” e “muitas vezes”

 

Observações:

  1. Pessoas obesas são vaidosas e usam sapatos sociais.
  2. O uso de tênis diminui com o aumento do IMC.
  3. O uso de sapatênis diminui com o aumento do IMC.
  4. Sandálias e a categoria outros não variam muito com o aumento do IMC.

 

E- Comportamento de compras de sapatos/sandálias masculinos

Os entrevistados foram questionados sobre quantos pares de sapatos/sandálias compraram nos últimos 90 dias.

A informação é muito interessante e está segmentada por idade, renda mensal e índice de massa corporal.

Segue a média de pares que foram adquiridos pelos entrevistados nos últimos 90 dias por faixa etária.

compras de sapatos/sandálias masculinos

 

Observações :

  1. Homens compraram entre 2,335 e 2,764 pares de calçados nos últimos 90 dias.

Estes números são provavelmente uma estimativa alta. Para a amostra entrevistada da pesquisa, a população brasileira masculina comprou, em média, 2,637 pares nos últimos 90 dias.

  1. Compras de calçados aumentam com a idade até a aposentadoria, quando diminuem ligeiramente.

Em termos do número de pares comprados, a parcela de mercado para cada tipo de calçado é a seguinte:

  1. a) Sapatos Sociais = 18,6%
  2. b) Tênis = 30,7%
  3. c) Sapatênis = 27,1%
  4. d) Sandálias = 27,9%
  5. e) Outros Tipos = 7,3%

 

Segue a média de pares comprados nos últimos 90 dias por renda mensal.

média de pares comprados nos últimos 90 dias por renda mensal

 

Observações :

  1. O número de pares de sapatos / sandálias comprados nos últimos 90 dias aumentou em proporção à renda mensal mais alta.
  2. O aumento da renda mensal influencia principalmente as compras de sapatos sociais, sapatênis e a categoria “outros”.
  3. Compras de tênis variam muito pouco com o aumento da renda mensal.
  4. Compras de sandálias parecem diminuir com o aumento da renda mensal.

 

Segue a média de pares comprados nos últimos 90 dias por índice de massa corporal.

média de pares comprados nos últimos 90 dias por índice de massa corporal

 

Observações :

  1. À medida que aumenta o peso, há redução na compra de calçados.
  2. Compras de sapatos sociais permanecem estáveis com o aumento do IMC. A compra de outros tipos de sapatos/sandálias diminui.

 

F- Total de pares de calçados que os homens possuem

O total de pares de calçados, por tipo, que os homens têm, classificados por idade.

Total de pares de calçados que os homens possuem

 

Observação :

Os armários dos homens têm, em média, entre 7,583 e 11,079 pares de sapatos ou sandálias. Os mais jovens têm mais tênis e os mais velhos mais sapatos sociais.

 

G- Calçados Femininos: frequência de utilização por tipo

Foi solicitado às mulheres que indicassem a frequência de uso aproximada por tipo de calçado de segunda-feira a domingo.

Calçados Femininos: frequência de utilização por tipo

 

Observações:

Considerando-se as duas categorias “sempre” e “muitas vezes”, verificamos a seguinte ordem de frequência de uso:

  1. a) Sandália/”rasteirinha” = 70,3%
  2. b) Sapato social/sapatilha sem salto = 46,1%
  3. c) Tênis = 39,9%
  4. d) Sapato de salto baixo sapato social/Sandália (até 4 cm) =26,7%
  5. e) Sapato de salto alto sapato social/Sandália (mais de 4 cm) =21,9%
  6. f) Outros =16,6%
  7. g) Sapatênis =12,3%

41,5% das mulheres usam apenas sandálias ou “rasteirinhas”. 21,3% delas usam sapatos sem salto (sapatos sociais e/ou sapatilhas) e “outros”. Portanto, somando-se as duas categorias acima se conclui que 62,8% das mulheres evitam saltos.

 

Calçados Femininos

Análise de uso por idade

Calçados Femininos Análise de uso por idade

 

Observações:

  1. O uso de sapatos de salto alto permanece aproximadamente no mesmo nível ao longo da vida.
  2. O uso de sapatos de salto baixo aumenta com a idade.
  3. O uso de sapatos sem salto, sapato social e sapatilha diminui com a idade.
  4. O uso de tênis, sapatênis e sandálias permanece relativamente constante independentemente da idade.

 

Análise de uso por renda mensal

CALÇADO SAPATO FEMININO MULHER Análise de uso por renda mensal

 

Observações:

  1. Utilização de sapatos/sandálias aumentam com a renda.
  2. O uso de sapatos de salto baixo aumenta até R$ 3.000,00 por mês e se estabiliza em seguida.
  3. A utilização de sapatos sem salto, tênis, sapatênis e sandálias mantem-se aproximadamente igual em todas as categorias de renda.
  4. Uso de sapato de salto alto aumenta com a renda.

 

Análise de uso por IMC ( Índice de Massa Corporal)

SAPATO FEMININO CALÇADO MULHER Análise de uso por IMC ( Índice de Massa Corporal)

 

Observações:

  1. Quanto maior o IMC, menor o uso de sapatos de salto alto.
  2. Os outros tipos de sapatos mostram pouca variação com a variação do IMC.

 

H- Comportamento das mulheres na compra de sapatos/sandálias

As entrevistadas foram convidadas a dizer quantos pares de sapatos/sandálias compraram nos últimos 90 dias.

A informação é muito interessante e está segmentada por idade, renda mensal e índice de massa corporal.

Segue a média de pares que foram adquiridos pelos entrevistados nos últimos 90 dias por faixa etária.

Comportamento das mulheres na compra de sapatos/sandálias IDADE FAIXA ETÁRIA

 

Observações :

  1. Compras de calçados aumentam com a idade. Somente com a aposentadoria há uma ligeira diminuição nas compras.
  2. Mulheres compram sapatos na taxa impressionante de cerca de 1,8 pares por mês.
  3. Sandálias e “rasteirinhas” lideram a quantidade de compras em termos de total de pares.

 

A seguir o número médio de pares comprados nos últimos 90 dias por renda mensal.

número médio de pares comprados nos últimos 90 dias por renda mensal SAPATO MULHER CALÇADO FEMININO

 

Observações :

  1. À medida que a renda aumenta as mulheres compram mais sapatos.
  2. Sapatos sociais / sandálias com saltos, sapatilhas e chinelos são os tipos mais comprados.
  3. As mulheres com renda mensal superior a R $ 7.000,00 compram 2,69 de pares de sapatos /sandálias por mês.

 

Segue a média de pares comprados nos últimos 90 dias por índice de massa corporal.

Média de pares comprados nos últimos 90 dias CALÇADO SAPATO MULHER FEMININO

 

Observações :

  1. As mulheres obesas compram sapatos com a mesma frequência que as mulheres com peso normal. É um erro dos fabricantes de sapato negligenciar este segmento de mercado de mulheres obesas.
  2. As compras de sapatos de salto alto diminuem com o aumento do índice de massa corporal (IMC).

 

 

I- Total de pares de calçados que as mulheres possuem

Por idade

Total de pares de calçados que as mulheres possuem  Por idade

 

Observações :

  1. À medida que a idade avança aumenta o total de sapatos no armário.
  2. A maior parcela de sapatos no armário consiste de sapatos de salto alto.

 

Número de pares de sapatos/sandálias de mulheres

Número de pares de sapatos/sandálias de mulheres Por renda mensal

 

Observações:

  1. O número médio de sapatos /sandálias femininas no armário sobe significativamente com o aumento da renda mensal.
  2. Mulheres com renda mais alta têm mais sapatos de salto alto em seus armários.

 

Total de pares de sapatos/sandálias de mulheres

Por Índice de Massa Corporal – IMC

Total de pares de sapatos/sandálias de mulheres Por Índice de Massa Corporal - IMC

 

Observações:

  1. O total de sapatos de salto alto diminui com o aumento do IMC.
  2. O total de sapatos sem salto aumenta com a elevação do IMC.
  3. À medida que as mulheres se tornam mais obesas têm menos sapatos no armário.

 

J- Sapatos novos machucam seu calcanhar no final do tendão de Aquiles?

Sapatos novos machucam seu calcanhar no final do tendão de Aquiles

 

Observações:

  1. As mulheres apresentam mais machucados no calcanhar no final do tendão de Aquiles com sapatos novos.
  2. 51,9% dos homens e 82,7% das mulheres têm dor no calcanhar pelo menos “às vezes” com sapatos novos.
  3. Esta é uma oportunidade para fabricantes de sapato para melhorar esta situação.

 

K- Homens – Meias

Utilização de meias por idade

Homens - Meias Utilização de meias por idade

 

Observações:

  1. Não usar meias para sair aumenta após os 65 anos de idade.
  2. 1/3 dos homens entre 35 e 54 anos nunca saem sem meias.

 

Sair sem meias durante o dia por renda mensal INDICE MASSA CORPORAL IMC HOMEM

 

Observação:

A obesidade influencia muito pouco na utilização de meias.

 

 

Meias Masculinas

Tipos de meias utilizadas

Os respondentes foram solicitados a identificar três tipos de meias mais usadas por eles de acordo com a figura abaixo.

Meias Masculinas Tipos de meias utilizadas 

 

A seguir o percentual de uso de meias por tipo e idade.

uso de meias por tipo e idade HOMEM MASCULINO

 

Observações

  1. A utilização de meias sociais aumenta com a idade.
  2. Meias esportivas diminuem com o avanço da idade.
  3. Meias de compressão são importantes para pessoas acima de 65.

 

Utilização de meias masculinas por renda mensal

 

Observações:

  1. O uso de meia social aumenta quanto maior for a renda mensal.
  2. O uso de meias de compressão aumenta com renda mensal mais alta.

 

 Uso de meias masculinas por tipo versus índice de massa corporal

 

Observações:

  1. O aumento do IMC reduz o uso de meias esportivas de cano baixo e de meias esportivas soquetes.
  2. Há maior utilização de meias de compressão em pessoas com o IMC maior. Pessoas obesas têm necessidade muito maior de meias de compressão.

 

 

L- Mulheres – Meias

Perguntamos às mulheres com que frequência elas saem sem meias.

mulheres com que frequência elas saem sem meias RENDA MENSAL IDADE

 

Observações:

A renda mensal não interfere no uso ou não de meias pelas mulheres.

 

 mulheres com que frequência elas saem sem meias POR IMC INDICE MASSA CORPORal

 

Observações:

  1. A frequência do não uso de meias pelas mulheres, aumenta à medida que a idade e o índice de massa corporal aumentam.

 

Tipos de meias utilizadas

As respondentes foram solicitadas a identificar os “3” tipos de meias mais usadas de acordo com a figura abaixo.

Tipos de meias utilizadas mulher feminino 

 

Por idade

mulher feminino Tipos de meias utilizadas por idade

 

Por renda mensal

 mulher feminino Tipos de meias utilizadas por renda mensal

 

Por IMC

mulher feminino Tipos de meias utilizadas por imc indice massa corporal

 

Observações:

  1. As meias esportivas soquetes, cano baixo e cano médio são as mais usadas em todas as faixas de idade, com maior incidência nas mais jovens e mais velhas, em todas as faixas de renda e de IMC.
  2. Quanto maior a renda, maior o uso de meias finas e meias-calça
  3. Quanto maior o IMC, maior o uso de meias finas. Não há um aumento no uso de meias de compressão devido ao aumento de peso para as mulheres.

 

 

M- Palmilhas

8% dos respondentes utilizam palmilhas. Veja a seguir as correlações com gênero, idade, IMC (Índice de Massa Corporal) e renda mensal.

uso de palmilhas pé renda genero sexo renda mensal

 

Observações:

A utilização de palmilhas é influenciada pela renda. Quanto maior a renda mensal maior a quantidade de pessoas que utilizam palmilhas.

 

Frequência de uso de palmilhas

A frequência no uso de palmilhas é relacionada à idade. Com o avanço da idade há um aumento no uso de palmilhas. Homens usam mais palmilhas do que mulheres.

Frequência de uso de palmilhas homem mulher

 

 

Total de palmilhas que possui

A maioria dos usuários de palmilhas tem apenas um par. Pessoas mais velhas possuem mais pares.

Total de palmilhas que possui homem mulher

 

Usuários de palmilhas com renda mensal maior têm mais pares de palmilhas (em pequena proporção). Homens e mulheres têm aproximadamente a mesma quantidade de pares de palmilhas.

Total de palmilhas que possui renda mensal homem mulher

 

Palmilhas: Sob medida versus pronta entrega

Os usuários de palmilhas indicam que 33,3% têm palmilhas sob medida, e 66,7% tem palmilhas de pronta entrega. Segue análise por idade.

% de usuários de palmilhas

Palmilhas: Sob medida versus pronta entrega homem mulher

 

Observações:

A decisão de usar palmilhas sob medida ou prontas não está relacionada com a renda mensal.

 

N- Uso de creme nos pés

44,2% da população usa creme nos pés. As mulheres (62,3%) em maior proporção que os homens (21,8%). É um excelente mercado consumidor de cremes, loções, hidratantes, produtos esfoliantes e etc

Uso de creme nos pés homem mulher objetivo finalidade

 

Metade das mulheres que usa creme, o faz diariamente, e o propósito principal do uso do creme é a hidratação, tanto para homens como para mulheres.

Quanto maior a renda mensal da população, maior o uso de creme entre as mulheres. 75,4% das mulheres com renda mensal acima de 7 mil reais fazem uso de creme nos pés.

Mais da metade das mulheres , independente da renda mensal, usam creme diariamente. A frequência no uso diário aumenta conforme o aumento da idade.

No caso de homens a variação entre renda mensal e uso de creme é pequena, variando de 18,9% a 22,5%, respectivamente, do segmento de baixa renda mensal (renda mensal menor de 1.000,00 reais) a alta renda (acima de 7 mil reais mensais).

 

Para as mulheres e homens, quanto maior a idade, maior o uso de creme nos pés, provavelmente devido a mais problemas que surgem nos pés com a idade. Veja a tabela abaixo:

Faixas etárias e incidência de uso de creme para homens e mulheres

Faixas etárias e incidência de uso de creme para homens e mulheres

 

O uso de creme nos pés também aumenta com o peso. Aumento de peso causa mais problemas de pés, o creme pode ser usado com massagem para aliviar as dores e incômodos.

IMC (índice de massa corpórea) e incidência de uso de creme para homens e mulheres

IMC (índice de massa corpórea) e incidência de uso de creme para homens e mulheres

 

44% da população adulta usuária de cremes para pés é um excelente mercado. O nicho desse mercado é ainda composto por mulheres de classes A e B pois quase 75% são usuárias de creme nos pés e acima dos 30 anos. A proposta de valor dos cremes deve estar focada na hidratação dos pés.

 

 

O- Massagem nos pés

68,7% da população massageia os pés. Metade desse total massageia às vezes. As mulheres são bem mais assíduas dos que os homens nas massagens nos pés

Massagem nos pés frequencia homem mulher

 

97% dos homens e 98,6% das mulheres fazem massagem usando mãos e 76,8% dos homens e 84,4% das mulheres fazem em si próprios.

Renda mensal: quanto maior a renda mensal mais mulheres fazem massagens diariamente ou 1 ou mais vezes por semana e fazem uso de um profissional. Para os homens, o nível de renda mensal não afeta a frequência nem o modo como é feita a massagem.

Homens Faixas de renda mensal e frequência de Massagem no pé homem mulher

 

P- Pintar as unhas dos pés

Pintar as unhas dos pés homem mulher

 

46,8% da população pinta as unhas do pé. Mulheres muito mais 81,6%. Elas são as grandes consumidoras desse mercado de esmaltes e de produtos e serviços para unhas.

O nível de renda mensal não afeta o total de mulheres que pintam as unhas. A grande maioria delas, em qualquer faixa de renda mensal, pinta as unhas dos pés, de uma a duas vezes por mês. As de renda mensal mais baixa são as que mais usam os tons da moda . No caso dos homens, quanto mais baixa a renda mensal, mais pintam as unhas dos pés e com maior frequência, e são grandes usuários de esmalte de tom incolor:

 Faixas de renda mensal e se pintam as unhas para homens e mulheres

 

As mais jovens pintam mais e com maior frequência, utilizando tons da moda e tons claros, as mais velhas preferem os tons vermelhos e tons claros. No caso dos homens, os mais jovens também pintam as unhas mais vezes, a grande maioria utiliza tom incolor.

Em relação ao peso, para as mulheres com peso mais baixo, há maior frequência em pintar as unhas dos pés. Provavelmente por que são as mais jovens e/ou mais vaidosas.

82% do público feminino, em qualquer faixa de renda mensal, etária ou IMC é consumidora potencial de produtos como:

-Esmaltes e produtos relacionados

-Instrumentos e serviços de pedicure