Fatores que influenciam na percepção da saúde

Quando correlacionada prática de atividade física, como atividade aeróbica, com percepção de saúde, observa-se que aqueles que praticam exercícios com maior frequência dizem ter melhor saúde.

 
Duas imagens, uma é uma tabela com a percepção de atividades físicas e exercícios aeróbicos e a outra, é um gráfico com a mesma relação.
 

Interessante notar que ao mesmo tempo que a frequência semanal de atividade aeróbica influencia positivamente na percepção de saúde da população, a duração do exercício não interfere nesta percepção.

Como visto no gráfico abaixo, a dispersão de dados é maior (menor R²) e não há aumento significativo na percepção de saúde com a atividade aeróbica prolongada.

 
Duas imagens, um gráfico e a outra são duas senhorassorrindo, e uma está com um copo na mão direita.
 

Ainda em relação a saúde, quando relacionamos outros fatores importantes como fumar ou consumir bebidas alcoólicas, notamos que há influência relevante do tabagismo na percepção de saúde por parte dos respondentes.

 
Tabela com a relação da percepção da saúde com o gênero.
 

Quando feita a análise entre os três estados mais populosos, observa-se que Minas Gerais possui mais fumantes, cerca de 8,5% da população, enquanto São Paulo tem pouco mais de 7,5% da população fumante.

Interessantemente, o estado de Minas Gerais, além de ser o único estado dos três que apresentou, proporcionalmente, mais mulheres fumantes do que homens, esta diferença é bastante relevante.

 
Imagem de um gráfico com a população de fumantes em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
 

Quando analisado de acordo com o tamanho das cidades, metrópoles (cidades com mais de 2 milhões de habitante) apresentam o menor número de fumantes, com pouco mais de 3% da população.

Além disso, em cidades pequenas, há, proporcionalmente, mais mulheres fumantes do que homens.

 
Gráfico com a relação de fumantes pelo tamanho da cidade.
 

População de fumantes por faixa etária

Em relação a idade das pessoas que fumam ou já fumaram, viu-se que o maior percentual de fumantes se enquadra entre pessoas de 50 a 59 anos, tanto para homens quanto para mulheres.

 
Gráfico com a população de fumantes por gênero e faixa etária.
 

Também foi possível ver que com há mais pessoas mais velhas que já foram fumantes do que pessoas novas. A partir dos 60 anos nota-se a maior população de ex-fumantes, principalmente entre os homens.

 
Gráfico com a relação de quem já foi fumante, por faixa etária.
 

Clique nos links abaixo para saber mais detalhes sobre a pesquisa “Saúde e qualidade de vida: A relação com os pés, tornozelos e joelhos”.

Características da amostra

Saúde e atividade física

Longevidade desejada

Dores nos pés, tornozelos e joelhos

Impacto das dores no cotidiano

Como as dores são tratadas

Características dos pés

Doenças crônicas