Baropodometria

10 de dezembro de 2014

A baropodometria é um exame que avalia as pressões plantares (pressão sob a planta do pé) durante a marcha (caminhada). Além disso, ela determina a “gait line” (centro de pressão durante a caminhada, que identifica o tipo de pisada, instabilidades, impulso e outras alterações biomecânicas).

Esse exame é feito em movimento, o que permite a obtenção de dados legítimos e funcionais da pessoa. Ou seja, os valores obtidos com o exame refletem exatamente o que acontece com o pé da pessoa durante o dia, e, na existência de algum problema (dor ou lesão), esse tipo de exame e resultado pode fazer toda a diferença.

 

 

 

O baropodômetro

O exame é feito em um equipamento chamado baropodômetro. Esse é um equipamento de alta tecnologia, que funciona através de sensores que captam com precisão os pontos de pressão sob a sola do pé e os quantificam numericamente em unidade de pressão (quilopascal).

 

 

 

Análise do movimento através da baropodometria

O exame, também conhecido como teste de pisada, deve ser feito por um profissional treinado, em um equipamento de qualidade e depois deve passar por uma correta interpretação e análise.
A empresa Pés Sem Dor tem o teste mais completo e tecnológico do mercado, utilizando o baropodômetro computadorizado da Novel (marca alemã de renome, utilizada em pesquisa na USP) e com filmagem. Com esse equipamento e com a interpretação de um dos fisioterapeutas treinados, é obtida a dinâmica do passo, com informações da “gait line” e as pressões sob toda a sola do pé.

 

Analisando o resultado da baropodometria

O exame de baropodometria geralmente é indicado para pessoas que têm algum tipo de dor ou patologia nos pés, tornozelos ou joelhos. Isso porque o resultado do exame mostra eventuais concentrações de pressão na sola do pé (que podem causar dores como metatarsalgia e dor no calcanhar) e também a gait line. Com ela é possível identificar alterações na pisada, como pisada para dentro (pronada) ou para fora (supinada), alterações no centro de massa e na propulsão durante a marcha. Esses detalhes podem causar dores no pé, como fascite plantar, e dores no joelho e tornozelo.
Diante disso pode-se dizer que o mais comum em um exame de baropodometria é que ele seja feito após o aparecimento de alguma queixa (sintoma). O exame normalmente é procurado por iniciativa própria ou por recomendação de um médico ou fisioterapeuta.
Através do exame podem ser identificadas características (como áreas de hiperpressão ou desalinhamentos na pisada) que são fatores de risco para lesões e, nesses casos, o exame pode servir para prevenção de futuras lesões. Isso porque, diante dos resultados, um fisioterapeuta pode prescrever exercícios, ou uma palmilha sob medida que corrija os problemas e evite o desenvolver problemas.

 

Quem pode fazer a baropodometria

A baropodometria é, então, um exame que pode ser feito por qualquer pessoa, seja por indicação médica ou não. Além disso, é um exame que é direcionado para aqueles que possuem algum sintoma (dor), mas também pode ser feito por pessoas que querem saber mais sobre seu pé e sua pisada e identificar fatores de risco para lesões.

 

Quer saber mais sobre baropodometria? Tem alguma dúvida? Escreva para nós!




Sorteio encerrado “O salto alto e a mulher brasileira”. Clique aqui e saiba quem são as 6 ganhadoras!