Como a diabetes afeta o pé

30 de maio de 2017

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), mais de 16 milhões de brasileiros sofrem com a diabetes, ou seja, quase 9% da população nacional sofrem com a doença.

A OMS também divulgou que o número de pessoas afetadas subiu em mais de 60% nos últimos dez anos. Além disso, a pesquisa revelou que as mulheres são mais afetadas que os homens, 9,9% das mulheres são diabéticas enquanto que 7,8% dos homens possuem a doença.

Agora que já nos contextualizamos, vamos entender um pouco mais sobre a doença.

 

Imagem de um teste de sensibilidade profunda sendo realizado.

Teste de sensibilidade profunda.


 

O QUE É

A diabetes é uma doença resultante do acúmulo de açúcar no sangue. Existem diversos tipos de diabetes. A diabetes tipo 1 é menos comum, está ligada a hereditariedade, ocorre quando o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. O tipo 2, mais comum, costuma acometer pessoas acima dos 40 anos, e afeta a forma de como o corpo processa o açúcar do sangue.

A diabetes gestacional ocorre no período de gravidez da mulher. Os hormônios reduzem a ação da insulina no corpo e em alguns casos o pâncreas não produz a mais, levando à diabetes.

Além desses, também existe a pré-diabetes, condição em que os níveis de açúcar no sangue estão elevados, mas não o suficiente para ser classificado como diabetes tipo 2.

SINTOMAS

Os principais sintomas que se manifestam são:

  • Sede;
  • Fome;
  • Vontade constante de urinar;
  • Emagrecimento;
  • Fraqueza;
  • Fadiga.

Na diabetes tipo 2, além desses sintomas, infecções constantes (de pele, rins e bexiga), visão embaçada e manchas na pele são outros sintomas que costumam aparecer.

 

Imagem de duas mulheres correndo.

A diabetes vem acompanhada da fadiga.


 

A DIABETES NO PÉ

Como a diabetes afeta nervos da perna e a circulação, o é uma das partes que mais se deve tomar cuidado.

Sintomas como formigamento, dormência, dor, queimação e fraqueza nas pernas e pés são indícios da neuropatia diabética.

A neuropatia diabética, quando não tratada corretamente, leva a amputação de membros. Por atacar silenciosamente, quem sofre com a diabetes deve constantemente fazer exames no pé.

 

Imagem ilustrativa de um exame de sensibilidade nos pés.

Teste de sensibilidade.


 

TRATAMENTO

O tratamento da diabetes consiste no controle do nível da glicose no sangue.

Além da aplicação da insulina (prescrita por um médico), se alimentar corretamente e fazer exercícios, são ações fáceis de serem seguidas e que fazem uma tremenda diferença na luta contra a diabetes.

PALMILHA PÉS SEM DOR

A Pés Sem Dor desenvolveu palmilhas sob medida que conseguem prevenir o aparecimento de lesões e a reincidência delas.

As palmilhas Pés Sem Dor para diabetes são confeccionadas com filamentos de TPU (Poliuretano Termoplástico), um material altamente resistente e flexível, para proteger e redistribuir a pressão na sola do pé do diabético, prevenindo as lesões.

 

Imagem da palmilha para diabetes.

Palmilha para diabetes.