Entenda mais sobre os Calos

6 de maio de 2015

Conheça mais sobre os Calos

Sabe o que acontece quando um vírus entra no corpo humano? Quase que imediatamente, anticorpos são enviados para eliminar o intruso e salvar o indivíduo de uma possível ameaça à saúde. Mas qual a relação entre calo e vírus?

Exatamente, nenhuma! O exemplo citado acima apenas ilustra a forma como o corpo humano reage quando exposto a alguma situação anormal.

Da mesma forma que os vírus são eliminados por meio de anticorpos, a pele (responsável por proteger os órgãos e estruturas internas do corpo), sofre espessamento em algumas regiões específicas, quando submetida a pressões potencialmente prejudiciais ao funcionamento do organismo.

Basicamente, o corpo aumenta a camada de pele do local que sofre com o atrito e as pressões exacerbadas.

calo

1. Calos

 

A pressão nos pés

Todos os dias, os pés são sujeitos a grandes pressões durante o caminhar, não apenas pelo fato de sustentarem o peso do corpo, mas também por causa de calçados inadequados, atrito com os calçados e desalinhamentos dos membros inferiores.

Tais pressões, se exercidas em pontos específicos, podem levar ao aparecimento de calos, que podem ser doloridos ou não.

Tênis e sandálias apertados, de bico fino ou salto alto são grandes vilões para os pés. Além de causarem desconforto ao andar, comprimem e aumentam o atrito do calçado com o pé, levando à ocorrência não apenas de calos, mas também de outras patologias.

Atletas de corrida e esportistas, como ginastas e jogadores de futebol, e pessoas que trabalham longos períodos em pé também estão sujeitos à incidência de calos por causa do excesso de pressão em algumas regiões do .

 

O alinhamento e os calos

tipo pisada alinhamento pronada supinada pronação supinação calo pé

2. Tipos de pisada

 

Alteração no tipo de pisada pode ser o motivo para o aparecimento de calos. Isso porque, ao invés do pé fazer um movimento normal e neutro, há uma rotação exagerada e uma sobrecarga em algumas regiões.

Na pisada pronada, por exemplo, o pé faz um movimento “para dentro”; enquanto na pisada supinada o movimento é feito “para fora”. Em ambos os casos há uma pressão exagerada no pé (fator determinante para o desenvolvimento de calos).

 

Dedo em garra / dedo em martelo

Essas duas patologias estão relacionadas ao encurtamento e retração dos músculos e ligamentos do pé e, devido a isso, muda a posição dos dedos. Com isso, há uma sobrecarga e um excesso de pressão nos dedos e atrito com os calçados, aumentando a incidência de calos (esse aumento pode ser ainda maior se houver uso constante de sapatos inadequados). Outras deformidades, como o joanete e bunionette também ajudam a aumentar o atrito do pé ao calçado e podem causar calos.

calo formato dedo martelo garra atrito pé

3. Formato dos dedos

 

Tratamento e prevenção de calos

O mais recomendado para o tratamento e a prevenção de calos é o uso de calçados confortáveis e macios. Lembrando que o tênis não pode ser muito folgado, nem muito apertado, pois ambos causam atrito com os pés. Manter as unhas aparadas e hidratar os pés com frequência também pode ajudar. O uso de separadores de dedos pode ser útil em alguns casos.

É importante ressaltar que nunca se deve cortar os calos: além de ser perigoso, pode causar inflamações e infecções. Esse tipo de procedimento só pode ser realizado por um especialista, como um podólogo. Entretanto, esfoliar o calo com pedra-pomes (preferencialmente quando a região estiver limpa e mole; após o banho) facilita o seu desaparecimento.

Usar palmilhas Pés Sem Dor é fundamental para o tratamento de calos. Feitas sob medida e adaptadas para cada tipo de pé, as palmilhas ajudam na melhor distribuição das pressões e retiram o excesso de carga durante as caminhadas, eliminando a formação de calos.

 

Quer saber mais sobre calo? Tem alguma dúvida? Escreva para nós!