Pé inchado

22 de abril de 2015

Entenda os motivos do Pé inchado

Depois de um longo dia de trabalho, você está pronto para descansar, mas olha para baixo e encontra seus pés enormes. Calma! Pode ser que essa aparência não esteja relacionada a nenhuma doença grave, mas é necessário verificar se não há algo errado e tomar alguns cuidados adicionais.

O assunto em questão trata de um sintoma bem frequente em grande parte da população: pés inchados, que ocorrem geralmente como resultado do acúmulo de fluídos na região das pernas e pés, que também pode ser chamado de edema periférico.

 

pé inchado inchaço retencao liquido circulacao

1. Pé inchado

 

Causas comuns dos pés inchados

Apesar de inicialmente não ter grande risco para a saúde, é necessário entender o porquê de estar com essa sensação, que por vezes pode ser bem incômoda. Nosso sistema circulatório sofre grande influência de alguns fatores, como a idade, pois com o passar dos anos esse sistema diminui a eficiência; como a gravidez, que dificulta o retorno do sangue das extremidades para o coração; e também a obesidade e o tabagismo, que destrói lentamente as células desse sistema.

 

O ortostatismo (ficar em pé) também influencia no sistema circulatório. A força da gravidade dificulta o retorno do sangue para o coração. Por esse motivo, os profissionais que trabalham em pé por períodos muito longos estão sujeitos a inchaço nos pés e pernas.

 

Os inchaços considerados “leves” são comuns e muitas vezes afetam outras partes do corpo, como as mãos. Em todos os casos, é fundamental uma avaliação de um profissional especializado, como um médico, para poder descobrir a causa e definir os melhores tratamentos.

 

  • Diabetes: O sangue tem maior dificuldade de circular pelo corpo e fica retido nas regiões inferiores, por ser uma doença que acomete o sistema circulatório.
  • Gravidez: Está diretamente relacionada com a retenção de água no corpo (principalmente no pé) e pelas constantes mudanças hormonais. Além disso, o sistema circulatório das gestantes sofre uma sobrecarga e compressão em algumas áreas, pelo espaço que o bebê ocupa. Se a sensação vier acompanhada de outros sintomas – como dor de cabeça, dor abdominal, náusea e vômito –, é necessário consultar um médico para evitar complicações.
  • Lesões/traumas: Torções no tornozelo e pé, batidas repentinas e contusões são muito comuns em casos de uso de calçados inadequados, como os saltos altos, e em esportistas, pela alta demanda e movimentos muito bruscos.
  • Inflamações: São causas comuns de inchaços nas pernas e pés. Nesses casos, é necessário consultar um profissional especializado, como um médico, para diagnosticar a causa dessa inflamação.
  • Problemas sistêmicos: Estão relacionados ao funcionamento de alguns órgãos, como o coração, rins e fígado, que podem causar retenção de líquidos em alguns pontos do corpo quando não funcionam bem.

 

Principais recomendações para evitar pés inchados

Alguns hábitos podem causar inchaço nos pés e também nos tornozelos, portanto, se torna necessário tomar algumas precauções para evitá-los. Em todos os casos é essencial a avaliação de um profissional da saúde qualificado para diagnosticar corretamente a origem do problema. Seguem abaixo mais algumas dicas:

 

  • Procurar distribuir o tempo em que fica sentado e em , além de realizar exercícios físicos, que aumentam a circulação na perna e ajudam na eliminação do excesso de fluídos nos pés;
  • Reduzir a quantidade de sal nas refeições diárias e beber água constantemente;
  • Realizar exames periódicos para prevenção;
  • Elevar as pernas em travesseiros ou almofadas quando estiver deitado, junto com movimentos lentos de tornozelo;
  • O uso de meias compressivas pode auxiliar na melhora e prevenção do inchaço nos pés, principalmente em profissões que exigem grandes períodos em pé, como os professores, empregadas domésticas, cabeleireiros e outros.

 

A drenagem linfática e alguns tratamentos fisioterapêuticos, realizados ou orientados por profissionais especializados também ajudam na redução do inchaço.

 

Quer saber mais sobre pé inchado? Tem alguma dúvida? Escreva para nós!