SÍNDROME DA DOR FEMOROPATELAR

9 de dezembro de 2015

O que é
A Síndrome da Dor Femoropatelar (SDFP) é uma condição que afeta principalmente o fêmur e a patela, e pode se desenvolver, entre outros fatores, devido à instabilidade da patela e ao excesso de uso da articulação do joelho.

 

Sintomas
A dor causada pela Síndrome da Dor Femoropatelar tende a ser bastante intensa e aparece na região da frente do joelho acometido. Situações como subir e descer escadas, flexionar o joelho e realizar atividades físicas costumam ser extremamente desconfortáveis e intensificar a sensação de dor.

dor joelho região area

Região de dor – SDFP

Além da dor, alguns outros sinais e sintomas geralmente estão presentes. São eles:
• Estalos e crepitação (sensação de “areia dentro do joelho”) ao flexionar o joelho acometido;
• Inflamação, inchaço e vermelhidão na região;
• Rigidez articular.

 

Causas

A Síndrome da Dor Femoropatelar é multifatorial, portanto, não há uma causa exata para que essa síndrome ocorra, mas alguns fatores podem estar relacionados com a SDFP. Entre eles, podemos citar a disfunção dos músculos estabilizadores da coxa e do quadril, microtraumas repetitivos, sobrecarga da articulação do joelho e desalinhamentos dos membros inferiores (principalmente o joelho em valgo, que provoca o deslocamento excessivo do joelho em direção à parte medial do corpo).

 

Incidência

A Síndrome da Dor Femoropatelar é uma das causas mais comuns de dores no joelho, correspondendo a ¼ do total dos casos de dor.  Sabe-se também que a SDFP acomete mais as mulheres. Isso se deve, em parte, ao denominado “ângulo Q” (angulação formada entre o tendão do quadríceps da coxa e o ligamento da patela), que geralmente é maior nas mulheres, muito devido a questões fisiológicas, afinal o quadril feminino tende a ser mais largo em relação ao masculino.

Ângulo Q

Ângulo Q

 

Tratamento

O tratamento dessa síndrome deve ser prioritarialmente conservador e buscar o reequilíbrio da articulação Femoropatelar.

Seguem algumas medidas que, quando aliadas, costumam apresentar bons resultados no alívio das dores:

  • Aplicar gelo na área dolorida;
  • Utilizar calçados que ofereçam bom suporte e amortecimento de impactos, a fim de evitar a sobrecarga do joelho afetado;
  • Fisiotertapia, que oferece um conjunto de técnicas e exercícios específicos;
  • Reeducação quanto a treinos físicos: eles devem ser realizados, para fortalecimento da musculatura dos membros inferiores, mas em menor carga e intensidade;

 

COMO A PALMILHA PÉS SEM DOR PODE AJUDAR?

As palmilhas sob medida Pés Sem Dor corrigem eventuais desalinhamentos dos membros inferiores, que possam estar causando a Síndrome da Dor Femoropatelar. Além disso, as palmilhas ajudam a diminuir a sobrecarga nas articulações, aliviando ou eliminando completamente as dores e promovendo maior conforto.

Palmilha Pés Sem Dor

Palmilha Pés Sem Dor




Sorteio encerrado “O salto alto e a mulher brasileira”. Clique aqui e saiba quem são as 6 ganhadoras!