Dedo de Morton criança

O dedo de Morton é uma condição anatômica hereditária ao qual a criança nasce com o segundo dedo do pé maior do que todos os outros. Esse tipo de conformidade anatômica é comum na população.

O principal problema causado pelo dedo de Morton é a sobrecarga no segundo dedo do pé. Por ele ser maior que todos os demais, o dedo sofre uma sobrecarga a qual ele não esta anatomicamente preparado, gerando dor e incômodo para o indivíduo. Originalmente seria o dedão o responsável por tamanha carga.

De acordo com a pesquisa “Os Pés Brasileiros” realizada pela Pés Sem Dor, 32,8% das pessoas possui o dedo de Morton.
 

Dedo de Morton.

Dedo de Morton.

Por tratar-se de uma condição anatômica hereditária, não há medidas a tomar que previnam o aparecimento da condição, por isso a criança é forçada a se adaptar ao dedo de Morton.

Entretanto, caso houver muitos problemas relacionados à condição, o melhor a se fazer é tomar alguns cuidados e tratar do problema, como: procurar calçados confortáveis, utilizar palmilhas ortopédicas e fazer exercícios visando a educação dos pés.