Desenvolvimento do pé da criança

Um problema muito comum quando falamos no desenvolvimento dos pés de uma criança é a dificuldade em encontrar sapatos adequados.

Isso acontece principalmente porque os pais não possuem conhecimento sobre como funciona essa evolução dos pés da criança e por isso, o seu filho pode correr o risco de sofrer algum problema relacionado ao crescimento dos pés.

O propósito deste texto é ajudar você a cuidar da melhor forma possível do crescimento dos pés do seu filho, por meio de uma explicação detalhada sobre o desenvolvimento dos pés da criança desde o nascimento até a idade em que essas estruturas estão completamente formadas. Aqui você também irá saber qual é o tipo de calçado ideal para a sua criança.
 

Imagem mostrando uma criança sentada no chão mexendo nos pés.

Criança mexendo nos pés.

Sabemos que o pé da criança se desenvolve muito rapidamente, entretanto, para sua completa formação é necessário um tempo muito elevado. Em meninas e meninos esse tempo é diferente, em crianças do gênero feminino o pé cresce até os 12 anos de idade, enquanto no gênero masculino o pé cresce até os 15.

Outro fator interessante é que durante os primeiros anos, os pés femininos crescem duas vezes mais rápido do que em homens, numa proporção de 2mm para 1mm em meninos. Conforme a idade avança, esse valor se inverte e vai diminuindo, de forma que a partir dos 12 anos os pés das meninas já atingiram seu valor máximo e os dos meninos cresce menos de 1mm por mês até os 15 anos.
 

Imagem mostrando uma criança assoprando uma flor.

Menina criança em um momento de lazer.

Quanto ao desenvolvimento dos pés da criança conforme o passar dos anos, a criança desenvolve sua motricidade e aprende a movimentar-se com base nos reflexos numa primeira fase. Depois, de pouco a pouco a criança consegue dominar os movimentos.

Vamos explicar como ocorre essa adaptação de acordo com a idade:

De zero a dois anos de idade: Nesse faixa etária o pé da criança desenvolve-se muito pouco, ele tem uma característica de pé plano e carnudo. Primeiro, a criança demora um período para conseguir manter-se em pé, e ao se locomover a criança costuma colocar todo o peso do corpo para frente. A criança avança sobretudo com a cabeça, depois o corpo todo e em seguida os pés.

Dos dois aos sete anos de idade: Os pés ficam mais musculosos, os ossos dos pés e o arco plantar vão assumindo a sua forma. Nessa faixa etária a criança desenvolve sua capacidade motora, consegue caminhar em todos os sentidos, é uma fase de aquisição de conhecimentos em que ela adquire seu repertório motor.
Recomendam-se muitas atividades nesse período.

Dos sete aos quinze anos de idade: A partir dos sete anos de idade o sistema ósseo estabiliza-se e os músculos iniciam seu pleno crescimento, porém a criança também passa por uma fase de crescimento muito acentuada que faz com que ela ganha mais massa, com isso a criança passa a necessitar de amortecimento para sustentar o peso do corpo.
 

Para isso é necessário um acompanhamento médico para verificar se há algum problema nos pés que afete o desenvolvimento.
 

Imagem mostrando uma criança sentada em "w".

Criança sentada em “W”.

O problema dos calçados adequados é bem costumeiro, um estudo europeu indicou que 50% das crianças utilizam calçados mais apertados do que o ideal, isso pode resultar em dores e até mesmo na predisposição do aparecimento de joanete, ou algum outro problema relacionado ao desenvolvimento ósseo.

A atenção, portanto, deve ser voltado para o tamanho do calçado infantil. Neste quesito deve ser priorizado o uso de calçados que forem mais adequados para o crescimento dos pés da criança.