Diagnóstico para dedo em garra e em martelo

Tanto o dedo em garra quanto o dedo em martelo, normalmente, ocorrem por encurtamento e retração dos tecidos (músculos e ligamentos) do pé, diferentemente do dedo em martelo o dedo em garra pode ter relação com problemas neurológicos, diabetes, artrite reumatoide ou distúrbios genéticos.

Mais de 11% da população brasileira sofre com essa deformidade. A principal diferença entre as duas é a posição do osso da ponta do dedo acometido. No dedo em garra ele fica para baixo, e no dedo em martelo, para cima.

Além das doenças já citadas que podem causar o dedo em garra, outros fatores como calçados apertados e tipos de pé podem causar as deformidades.

 

Imagem ilustrativa mostrando as especificações do dedo em garra e dedo em martelo.

Dedo em garra e em martelo.

DIAGNÓSTICO

Como os sintomas são bem perceptíveis, o próprio paciente pode fazer o diagnóstico, mas em todos os casos o mais aconselhável é procurar uma ajuda profissional. Os principais sintomas são:

  • Dor nos dedos e nos metatarsos (ossos do pé);
  • Inchaço nos dedos e no pé;
  • Vermelhidão na região;
  • Retração e rigidez dos dedos, normalmente o movimento dessas estruturas fica difícil e doloroso;
  • Formação de calosidade nos locais onde há atrito com os calçados;
  • Perda de mobilidade e força no pé e dedos. O indivíduo terá muita dificuldade de movimentação dos dedos por falta de força e falta de mobilidade.