Selecione o problema:

O que é Artrite?

- o que é
- causas
- tratamento


A artrite se caracteriza pela inflamação da cartilagem e do revestimento das articulações do corpo. A inflamação provoca vermelhidão, calor, dor e inchaço. Mais de 17 milhões de brasileiros sofrem de artrite. Pessoas acima de 50 anos são as mais vulneráveis a artrite. A artrite é uma das principais causas de dor no pé, porque cada pé tem 33 articulações que podem ser afetadas pela doença.

Osteoartrite

A osteoartrite provoca distensão e desgaste na cartilagem nas articulações do pé. O movimento torna-se muito difícil e dolorido. A dor e o inchaço pioram quando se está em pé ou andando, e a rigidez geralmente ocorre após períodos de descanso.

Gota

Gota é outra forma de artrite que também resulta em complicações no pé. Cristais de ácido úrico em excesso concentram-se em torno das articulações do dedão do pé. A articulação do dedão do pé é geralmente o foco, devido à tensão e à pressão sofridas pelo dedão durante caminhadas e atividades que envolvam carregar peso, resultando em dor no dedão do pé. Os homens são mais propensos a desenvolver gota que as mulheres.

Artrite Reumatóide

Artrite reumatóide pode ocorrer em qualquer idade e não há nenhuma causa conhecida para seu aparecimento. A artrite reumatóide é a forma mais incapacitante da doença. Ela pode causar sérias deformidades nas articulações e fadiga em todo o corpo. Pessoas que sofrem de artrite reumatóide frequentemente desenvolvem problemas graves, como joanete, dedos em martelo, dedos em garra, entre outros. Outros problemas decorrentes de artrite ocorrem também nas áreas do calcanhar e tornozelo, devido ao desgaste das articulações envolvidas.

Causa:

São muitas as causas da artrite. A hereditariedade desempenha um papel importante. No entanto, os sintomas da artrite podem se desenvolver devido a muitos outros fatores. Alguns deles incluem infecções bacterianas e virais, remédios, drogas ilegais, lesões traumáticas e infecções intestinais.

Tratamento e Prevenção:

O tratamento conservador (tratamento não-cirúrgico) para o pé com artrite inclui calçados apropriados, palmilhas e/ou suportes para o ante pé. Calçados para a artrite devem fornecer os seguintes benefícios:

• A ponta deve ser alta e larga (altura e largura na área dos dedos).
• Palmilha removível para facilitar a trocar por uma palmilha sob medida.
• Palmilhas sob medida para facilitar o caminhar e para reduzir a tensão e a dor no coxim plantar

O calçado deve ter espaço suficiente para acomodar confortavelmente o inchaço do pé. Palmilhas sob medida de material macio são recomendadas, pois proporcionam conforto, apoio e amortecimento extra. O calçado adequado e a palmilha sob medida reduzem a pressão e proporcionam um ambiente confortável e saudável para o pé.

Se o problema persistir, consulte seu médico.



Depoimentos de quem já utiliza as palmilhas PÉS SEM DOR

"Estou bem satisfeita com a palmilha, resistente e está melhorando bastante as minhas dores."
Bettina Berman
"O uso da palmilha pés sem dor me permitiu retornar a correr, embora com fasceíte plantar."
Elenice Lobo
"Depois de começar a usar as palmilhas em minha sapatilha de dança, que tinham a sola e a estrutura muito moles, passei a ficar com a pisada mais firme. Acabei inclusive trocando a sapatilha por outra um pouco mais rígida, o que melhorou ainda mais. Estou satisfeita com as palmilhas. Ainda estranho um pouco quando calço a sapatilha, mas durante o uso, o desconforto passa e acabo dançando melhor e sem dor."
Carla Serson
"Encomendei e estou utilizando as palmilhas que achei ótimas. Recomendei a minha mãe e irmão que também estão usando e acharam ótimas. O atendimento e rapidez em receber as palmilhas prontas foi excelente."
Ana Lucia da Silva Dias
"Mesmo após a cirurgia para a retirada de um neuroma de morton as dores não cessaram completamente. A grande diferença veio com as palmilhas Pés Sem Dor! Acabou minha dor e sofrimento durante a prática da atividade esportiva."
Sonia Bouquet
"Iniciei usando as palmilhas apenas para caminhar. No começo senti um certo desconforto mas após 6 ou 7 km me senti menos cansado com o uso das palmilhas. Há algumas semanas recomecei a correr, e tenho aumentado a distância percorrida. O descomforto incial passou e definitivamente sinto minhas pernas menos cansadas no final."
José Luiz Bichuetti