Dedo de Morton queimação

O dedo de Morton se caracteriza por ser uma condição genética ao qual o segundo dedo do pé é maior que todos os demais. Essa condição pode causar muitos problemas para o indivíduo que possui essa característica.

Além da diferença estética, a pessoa com o segundo dedo do pé maior pode sofrer com dores no local, isto porque devido a este fato a maior parte da pressão dos pés é depositada neste dedo, ele que não é anatomicamente preparado para isso. Desta forma o segundo dedo acaba por sofrer uma sobrecarga, gerando dores e incômodo ao indivíduo.

No Brasil estima-se que 32,8% das pessoas possuem o dedo de Morton, de acordo com uma pesquisa realizada pela Pés Sem Dor, em 2012, chamada “Os Pés Brasileiros”.
 

Dedo de Morton.

Dedo de Morton.

QUEIMAÇÃO

Como já citado acima, existe uma sobrecarga no segundo dedo do pé pelo fato dele ser maior que os demais. Essa carga ocasionará um calo na região, que pode ser uma fonte de dor.

Entre outros sintomas como desalinhamento dos pés e incômodos, a sobrecarga sofrida pelo dedo de Morton pode causar também, uma sensação de queimação na região da calosidade, que pode inflamar o local e consequentemente causar muitas dores e incômodo.