Tipo de pé

A maior parte da população tem pés classificados como normais (54%), enquanto 27% tem pés cavos e 18% pés chatos.
 
Tabela com a relação entre os tipos de pé de homens e mulheres.
 
Realizando um estudo com o tipo de pé e a relação com nível de dores e tempo em pé ou andando, foi visto que as pessoas com pés chato tem mais dor que as pessoas com pé cavo, que por sua vez tem mais dores do que aqueles com pés normais (para pessoas que passam 6 horas ou mais em pé).
 
Gráfico com a relação entre dores no pé e o tipo de pé e que passam seis ou mais horas em pé.
 
Quando estabelecida esta comparação com pessoas que passam até 2 horas em pé, nota-se que o tipo de pé que apresentou maior nível de dores nesta situação foi o cavo, e que, de forma geral a intensidade de dores diminui significativamente.
 
Gráfico com a relação entre dores no pé e o tipo de pé e que passam até duas horas em pé.
 
Analisando a população com pés chatos e muito chatos, percebe-se que a intensidade de dores cai pela metade quando estas pessoas passam mais tempo sentadas do que andando. Esta análise permite concluir que pessoas com pés chatos e muito chatos (1/5 da população) são as que mais sofrem com dores nos pés por terem que passar longas jornadas em pé ou andando.

Clique nos links abaixo para saber mais detalhes sobre a pesquisa “O trabalho e a relação com os pés, tornozelos e joelhos”.

Características dos trabalhadores do estudo

Características do trabalho

Problemas nos pés causados pelo trabalho

Consequências econômicas do tempo em pé e as dores

Característica dos pés