Categoria: Patologias

ENTORSE DE TORNOZELO, O QUE É?


Autor:

Dentro do nosso blog, nós falamos constantemente de algumas lesões que surgem durante a prática esportiva. Hoje nós traremos mais uma! Falaremos da entorse de tornozelo. Mas não queremos traumatiza-los, fiquem tranquilos! Nosso objetivo é lembrar que lesões acontecem, e que se prevenir não custa nada, não é mesmo?

Para início de conversa, essa patologia é uma das mais comuns entre atletas e principalmente entre jogadores de futebol. Mas o que, de fato, é a entorse de tornozelo?

A entorse acontece quando a pessoa “pisa em falso” no chão e o pé realiza um movimento brusco. Cerca de 90% dos casos em que isso acontece está relacionado a inversão – circunstância em que o pé vira para dentro. Na maioria dos casos, as entorses não causam grandes danos às articulações, mas podem, durante o contato do pé com o solo, gerar fortes incômodos e deixar a região sensível, principalmente alguns dias após o ocorrido.

 

Dor no tornozelo

região do tornozelo

 

Bom, mas sempre tem aqueles casos em que a lesão pode ser um pouco pior e as consequências mais complicadas. Por esse motivo, há uma divisão básica para classificar em três graus cada caso da lesão, de acordo com o comprometimento das estruturas presentes na região do tornozelo.

  • Grau I – Estiramento dos ligamentos, com formação de edema e presença de dor;
  • Grau II – Ligamentos parcialmente rompidos e instabilidade da articulação, com presença de edema e rigidez na movimentação. Dor de intensidade moderada a intensa;
  • Grau III – Ruptura total dos ligamentos e muita instabilidade no pé, com grande presença de edema (inchaço) e possivelmente hematoma (sangramento interno que forma o “roxo” na articulação) dificuldade para manter-se em pé e descarregar peso sobre o membro afetado e dor intensa.

Como prevenir e tratar a entorse de tornozelo?

O método mais completo é, sem sombra de dúvidas, o uso de palmilhas sob medida. Isso porque a palmilha tanto previne quanto trata! Elas propiciam o reajuste da pisada e a melhor distribuição das cargas nos pés. Essas palmilhas possuem uma elevação na parte externa que ajuda a controlar a supinação, diminuindo o risco de entorses de tornozelo e possuem suporte para os arcos medial e lateral do pé, além das bordas ao redor do calcanhar (“heel cup”), que ajudam a dar mais estabilidade para o tornozelo.

Existem outros jeitos de se prevenir, juntamente com a utilização das palmilhas, como o uso de tornozeleiras para praticar esportes; já no caso do tratamento – caso a lesão já tenha sido identificada por um especialista -, as tornozeleiras também são super indicadas para o trabalho de recuperação.

Entrando mais no campo dos tratamentos, há alguns procedimentos que podem auxiliar na reabilitação. São eles:

  • Diminuir a carga no tornozelo com o uso de muletas ou bengalas (quando houver muito instabilidade);
  • Ter maior atenção quanto aos desníveis dos terrenos para evitar novas entorses;
  • anti-inflamatórios e analgésicos, com prescrição médica;
  • fisioterapia, para melhorar a estabilização dos músculos do tornozelo e reabilitar a articulação;
  • E claro, o que já citamos acima, o uso das Palmilhas sob medida Pés Sem Dor.

 

dor tornozelo palmilha pés sem dor correção pisada

Palmilha com correção da pisada (apoio para o arco do pé e suporte lateral)

 

Esperamos que essa postagem te ajude a entender um pouco mais sobre essa doença, além de trazer um pouco de clareza sobre ela e sobre como se prevenir. Caso tenha alguma sugestão ou consideração, não hesite e converse conosco!

1 Estrela(s)2 Estrela(s)3 Estrela(s)4 Estrela(s)5 Estrela(s) (3 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Marcos Assunção Recent comment authors
newest oldest most voted
Marcos Assunção
Visitante
Marcos Assunção

esse texto me ajudou muito e me ajudou com algumas dúvidas que eu tinha. valeu!