Fratura por stress

21 de janeiro de 2015

A fratura por stress é uma lesão que acomete os ossos do corpo, como qualquer outra fratura. No entanto, a diferença desse tipo de fratura para as demais é que ela acontece de forma progressiva, ou seja, decorre de um longo período de stress e sobrecarga em algum determinado osso.

Normalmente a fratura por stress é antecedida por quadros de dores na região, que muitas vezes são ignorados pelas pessoas, de forma que a sobrecarga na região é mantida e o resultado final é a fratura.

Também diferentemente de uma fratura normal (que geralmente é traumática e repentina), uma pessoa pode conviver com uma fratura por stress, mas assim estará aumentando o risco de sofrer uma fratura ainda maior e mais grave.

 

fratura por stress dor canela

1. Região de alto impacto sujeita à fratura por stress: a canela

 

Como e onde acontece a fratura por stress

A fratura por stress acontece após grandes períodos de sobrecarga sobre determinado osso. Portanto, não é todo osso que está sujeito esse tipo de fratura, e sim apenas ossos em regiões que absorvem muito impacto, como o e a canela. É incomum encontrar fraturas por stress em ossos em outras regiões. Ossos como os metatarsos (no pé) e a tíbia (principal osso da canela) são os principais acometidos por esse tipo de fratura.

Essa fratura acontece, então, em pessoas que estão sujeitas a muito stress físico, como corredores de longa distância, militares (que ficam muito tempo em pé e correndo) e jogadores de vôlei e basquete (que saltam muito). Outros esportes também estão sujeitos, mas com uma porcentagem menor de ocorrências.

O processo de fratura começa geralmente com uma dor leve na região, seguida de uma inflamação do periósteo (membrana que envolve o osso), depois uma inflamação no próprio osso e, então, a fratura. O processo acontece de forma progressiva e a fratura normalmente é bem pequena (muitas vezes não aparece no raio-X). Se a pessoa não for tratada, essa fratura bem pequena pode se tornar uma grande fratura e demandar um tratamento muito mais invasivo.

fratura stress prevenção dor

2. Ossos da tíbia: uns dos principais acometidos por esse tipo de fratura

 

Como prevenir a fratura por stress

A melhor maneira de prevenir a fratura por stress é:

  • Eliminar treinos excessivos, com muita carga e volume;
  • Identificar sinais de risco como dor inespecífica na canela ou no pé;
  • Diminuir a carga de treino uma vez que uma inflamação seja identificada no periósteo ou no osso;
  • Utilizar gelo após os treinos;
  • Fazer fisioterapia específica (que ajuda no controle muscular, auxiliando no amortecimento de impacto);
  • Usar palmilhas ortopédicas sob medida.

 

Como a palmilha Pés Sem Dor atua na prevenção da fratura por stress

A palmilha Pés Sem Dor corrige os desalinhamentos, como a pronação excessiva (através de uma cunha externa), melhorando muito o amortecimento da carga e o impacto.  Além disso, a palmilha possui suporte do arco que não vai permitir que esse arco desabe rapidamente durante a corrida, diminuindo a sobrecarga sobre os músculos e ossos do pé e da perna.

 

Como tratar a fratura por stress

Uma vez identificada a fratura por stress (a melhor maneira de identificar é através da cintilografia óssea), o tratamento envolve repouso absoluto e fisioterapia. A fisioterapia fará procedimentos analgésicos (como gelo e eletroterapia), aceleração da cicatrização óssea (laser, ultrassom e eletroterapia), exercícios sem carga e, então, exercícios com carga progressiva e, por fim, o retorno gradual ao esporte.

Em alguns casos pode ser necessária a cirurgia, na qual se coloca uma haste fixadora de fratura, para que não haja risco de surgir uma fratura mais grave com a alta demanda do esporte.

fratura por stress palmilha pés sem dor cunha interna

3. Palmilha Pés Sem Dor para fratura por stress: com cunha interna

 

fratura por stress palmilha pés sem dor arco elevado

4. Palmilha Pés Sem Dor para fratura por stress: com arco

 

Quer saber mais sobre fratura por stress? Tem alguma dúvida? Escreva para nós!