Categoria: Bem estar

Hipertensão: a doença silenciosa


Autor:

Na última sexta-feira foi comemorado o Dia Mundial da Hipertensão, um lembrete para cuidar da saúde, mesmo quando não existem razões aparentes. Cerca de 30% da população brasileira sofre com a hipertensão – também chamada de pressão alta – e não sabe da existência do problema até que a doença cause grandes estragos.

A hipertensão caracteriza-se pelo aumento anormal da pressão que o sangue faz ao circular pelo corpo, durante um longo período. O sangue é bombeado pelo coração e chega ao organismo através de uma força natural contra as paredes internas das artérias. Os vasos sanguíneos, por sua vez, oferecem certa resistência à passagem do sangue, e esse embate determina a pressão arterial, que pode variar ao longo do dia.

Hipertensão

Ter uma boa alimentação é fundamental para tratar a hipertensão

As consequências de uma pressão descontrolada podem ser severas, e nesses casos, o coração é o órgão mais afetado. As artérias coronárias ficam “pressionadas” e o coração não recebe sangue e oxigenação suficientes, o que pode levar a um infarto. O acidente vascular cerebral (AVC), também é uma consequência frequente, além de pequenas obstruções e hemorragias no cérebro, o mal funcionamento dos rins, que deixam de filtrar o sangue, e a visão embaçada.

Dor de cabeça, falta de ar, visão borrada, zumbido no ouvido, tonturas e dores no peito são alguns dos sintomas da pressão alta. Mas, por essa ser uma doença silenciosa, quando tais sintomas aparecerem, ela já estará em uma fase avançada. O recomendado é tentar detectar a doença através de exames.

Uma boa alimentação é um ponto importante aqui. Existe uma dieta feita especialmente para os hipertensos, a DASH (sigla em inglês de Abordagem Dietética para Frear a Hipertensão).

Além disso, deixar o sedentarismo de lado também conta pontos. Optar por exercícios aeróbicos, como correr, nadar, pular corda, induz a liberação de uma substância chamada óxido nítrico, que ajuda os vasos a dilatarem, facilitando a passagem do sangue. Entretanto, durante a prática dos exercícios, a pressão tende a subir, e ao fim, ela se estabiliza. Deste modo, é importante se consultar com um médico para saber o que é mais adequado para a sua condição é fundamental e indispensável.

1 Estrela(s)2 Estrela(s)3 Estrela(s)4 Estrela(s)5 Estrela(s) (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário

avatar