Disque 4003-8033   ou

Seja um Franqueado Pés Sem Dor

A Pés Sem Dor existe no mercado desde 2009. Atualmente temos 53 pontos de vendas. Você pode consultar mais sobre a nossa história e sobre a Pés Sem Dor clicando aqui. O que nos destaca é a garantia de 90 dias, garantimos resolver as dores nos pés, tornozelos e joelhos, ou devolvemos 100% do dinheiro. Ninguém mais no mercado oferece essa garantia!

Nossa franquia é uma grande oportunidade para um fisioterapeuta que quer ter o seu negócio próprio. Queremos que o franqueado trabalhe nas vendas, portanto, não queremos apenas investidores.

Dois fisioterapeutas conversando na Unidade Pés Sem Dor Matriz

Seja um franqueado Pés Sem Dor

 

PRINCIPAIS VANTAGENS DE SER UM FRANQUEADO PÉS SEM DOR

1) A Pés Sem Dor gera clientes para a franquia. Desde o primeiro dia de operação a franquia tem a sua agenda cheia;

2) Nosso produto é fácil de vender. Em média nossos vendedores convertem acima de 40% dos atendimentos em vendas;

3) A venda é facilitada em até 12 vezes, porém o franqueado recebe à vista;

4) O franqueado recebe em média 47% do valor de venda.

Em média o lucro líquido para o fisioterapeuta dono é de:

Tabela de lucros de uma franquia Pés Sem Dor

O franqueado precisa manter uma sala de 50m² de área útil, com uma recepção e duas salas de atendimento. A Taxa de Franquia é de R$40.000, e a Pés Sem Dor irá instalar todos os equipamentos necessários, deixando a franquia pronta para começar a vender com um vendedor. O franqueado pagará mensalmente a Taxa de Uso de Equipamentos de R$1.500,00, pelo aluguel dos equipamentos e computadores instalados. O franqueado precisará abrir uma empresa Simples Nacional.

O franqueado receberá duas semanas de treinamento realizado na nossa matriz em São Paulo, para operar a sua franquia com sucesso! Para mais informações, entre em contato com Tassiana pelo e-mail: minhafranquia@psdbrasil.com.br ou pelo telefone: (11) 3373-8405 ou (11) 94198-0587.

 

Custos típicos de uma franquia Pés Sem Dor

Imagem ilustrativa de uma tabela de gastos médio