Calos e bolhas nos pés causados pelo salto alto

Calos e bolhas nos pés são deformidades que afetam grande parcela da população brasileira. A pesquisa “Os Pés Brasileiros”, realizada pela Pé Sem Dor, constatou que 46% da população brasileira sofre com calos e que quase 40% tem problemas com bolhas durante um ano.

A pesquisa “Os Pés Brasileiros” também mostrou que a mulher sofre mais com calos e bolhas. Um dos motivos da mulher sofrer mais com esses problemas é o constante uso do salto alto.

A mais recente pesquisa da Pés Sem Dor, “O salto alto e a mulher brasileira”, revelou que 41,5% das mulheres sofrem com calos nos pés e que a parte de cima do pé é a mais afetada.

 

Imagem de uma tabela relacionando a área mais afetada pelos calos com o pé esquerdo e direito.

O pé direito sofre mais que o esquerdo.


 

A incidência de bolhas causadas pelo salto alto é bem grande, 61,9% das respondentes indicaram que têm este problema.

 

Imagem de uma tabela com dados sobre a incidência de bolhas nos pés a partir do uso do sapato de salto alto.

Bolhas e salto alto estão diretamente relacionados.


 

CAUSA


Tanto os calos quanto as bolhas têm sua formação ligada ao constante atrito dos pés com o calçado.

O salto alto, por ser um sapato apertado, está constantemente causando uma fricção entre a pele dos pés com a superfície do sapato, o que leva ao aparecimento de bolhas e agravamento da situação de calos já existentes.

 

Imagem ilustrativa da fricção entre os dedos e o calçado.

Área de fricção dos dedos com o calçado.


 


TRATAMENTO


Diferentemente das dores causadas pelo salto alto, colocar o pé para cima não ajuda no tratamento de calos e bolhas.

No caso das bolhas as melhoras formas de tratamento são:

  • Não estourar a bolha, é importante não mexer no local para evitar alguma infecção ou algo do tipo;
  • Proteger a área afetada com gaze;
  • Não utilizar sapatos fechados até que a bolha cicatrize;
  • Jamais arrancar ou puxar a pele da bolha (isso pode ferir ainda mais a pele e deixá-la desprotegida, mais propensa a infecções).

 

Imagem de uma bolha no pé.

Bolhas nos pés.


 


Para os calos recomenda-se:

  • Evitar calçados apertados;
  • Limpar os calos;
  • Usar separadores de dedo;
  • Utilizar cremes que contenham o ácido salicílico (age na dissolução da queratina endurecida).

 

Imagem ilustrativa mostrando so locais onde geralmente surgem os calos

Locais onde geralmente surgem os calos


 

Além de seguir essas dicas, a utilização da palmilha Pés Sem Dor para salto alto é essencial não só na prevenção de calos e bolhas, mas também no conforto durante o uso do salto alto.

Para saber mais sobre a atuação da palmilha para salto alto, basta clicar aqui.

 

Imagem ilustrativa de uma palmilha da Pés Sem Dor própria para salto alto.

As palmilhas para salto são mais finas que as normais.