Disque 4003-8033   ou

Esporão de Calcâneo: O que é, sintomas, causas e tratamento

Esporão

 

Esporão de calcâneo é um osso pequeno que cresce calcâneo, principal osso do calcanhar, próximo a um tecido do pé chamado fáscia plantar. No esporão de calcâneo, o desenvolvimento ósseo anormal acontece geralmente por uma tração excessiva da fáscia no calcâneo, que leva o corpo a depositar cálcio no local errado, fazendo com que aconteça esse crescimento.

Dentro da população, estima-se que uma em cada dez pessoas tem essa patologia, mas somente 5% apresentam sintomas. Isso significa que, na maioria dos casos, o esporão não é a causa da dor e não dói. A dor pode vir de uma doença vascular, nervosa, reumática ou da inflamação que o esporão causa nos tecidos, como a fáscia por exemplo.

O termo esporão de calcâneo é frequentemente relacionado com fascite plantar, e utilizado frequentemente como diagnóstico para dor no calcanhar de maneira errada, pois o seu diagnóstico é radiológico e sua presença pode não estar relacionada com os sintomas.

O QUE CAUSA ESPORÃO DE CALCÂNEO

As principais causas do esporão de calcâneo estão relacionados com a rigidez e a tração excessiva da fáscia no osso calcâneo. Isso pode ocorrer por diversos motivos, como:

  • • Aumento da intensidade de treinos ou início repentino de atividades de alto impacto, que sobrecarregam e aumentam a rigidez da fáscia e criam muita tração na área do esporão, aumentando a probabilidade do seu aparecimento;
  • • Calçado inadequado, com solado muito duro para prática esportiva;
  • O excesso de peso, que sobrecarrega o pé e o calcanhar.

 

Tipos de pé

Há três tipos de pé, o cavo, o chato e o neutro. Cada um deles possui uma estrutura do arco plantar diferente, e dependendo de qual for, essa estrutura pode deixar o pé sujeito a lesões.

    • O pé neutro possui o arco regular. É o mais comum e apropriado para distribuir a carga do corpo e o amortecimento de impacto;
    • O pé cavo possui um arco mais alto e acentuado, sua área de apoio é menor, e as pressões exercidas nos pés ficam concentradas especificamente nos metatarsos, que é a região próxima aos dedos, e no calcanhar, podendo ocasionar dores.
    • O pé chato ou plano, tem o arco mais baixo e possui uma grande área de apoio, pois praticamente toda a sola do pé fica em contato com o chão.

 

Dor no calcanhar ao correr com pouco amortecimento

1. Dor no calcanhar ao correr com pouco amortecimento

 

Pé cavo

2. Pé cavo

 

Pé chato

3. Pé plano

PRINCIPAIS SINAIS E SINTOMAS DO ESPORÃO DE CALCÂNEO

O esporão causa uma dor bem localizada na sola do calcanhar, com maior intensidade durante o período da manhã e após ou durante atividades físicas. Normalmente está acompanhado de dor no arco do pé e dor ao alongar a panturrilha, por causa da rigidez dos músculos da região. Dessa forma, pode acontecer uma redução da amplitude de movimento dos pés e limitação das atividades normais do indivíduo.

COMO TRATAR E PREVENIR O ESPORÃO DE CALCÂNEO


Para prevenir o aparecimento do esporão de calcâneo, o paciente precisa tomar algumas medidas como:

  • Reduzir a carga de exercícios e atividades de alto impacto;
  • Perder peso para diminuir a sobrecarrega do corpo;
  • Fazer fisioterapia, que auxiliará na redução dos sintomas com exercícios específicos e aparelhos (ultrassom, laser e ondas de choque);
  • Usar órteses noturnas;
  • Usar palmilhas Pés Sem Dor.

Dicas para aliviar as dores do esporão de calcâneo:

Algumas condutas muito simples podem ser feitas em quase todo lugar e ajudam a aliviar os sintomas.

  • Alongar a panturrilha, com uma toalha, por 30 segundos;
  • Utilizar uma garrafa de água (600ml) congelada para pisar em cima e rolar o pé sobre ela. Fazer isso por 1 minuto, repetindo 3 vezes;
  • Anti-inflamatórios com prescrição médica auxiliam no controle da inflamação e devem ser aliados a outras terapias que melhorarão a causa dessa dor.

 

Dicas caseiras para aliviar a dor do esporão

  • Sais de Epsom

Os sais de Epsom possuem ação anti-inflamatória e calmante, melhorando a circulação do sangue. Os minerais presentes ajudam a relaxar a musculatura do pé e consequentemente aliviar a dor causada pela fascite.

Ingredientes

  • 5 xícaras de água;
  • 4 colheres de sais de Epsom.

 

Modo de preparo

  • Coloque a água para esquentar, mas não deixe por muito tempo. A água precisa estar em uma boa temperatura para colocar os pés. Depois, despeje a água em uma bacia e adicione os sais. Mergulhe os pés na água e mantenha por 20 minutos.
         

      • Espinafre

O espinafre é um ótimo remédio caseiro, pois seus componentres possuem propriedades anti-inflamatórias, ajudando a diminuir a dor do esporão.

Você vai precisar de 10 folhas de espinafre. Corte e ammasse bem as folhas, coloque sobre o local do esporão e prenda com uma gaze.Deixe agir por 20 minutes, depois lave com água morna. Repita quantas veze achar necessário.

Atenção: as dicas caseiras somente aliviam a dor, e não tratam efetivamente.

COMO A PALMILHA PÉS SEM DOR ATUA NO

esporão de calcâneo

A palmilha Pés Sem Dor atua de duas formas: na causa e nos sintomas, de forma que o problema seja resolvido e não ocorra o seu retorno.

Ela redistribui a pressão causada pela sobrecarga nos pés por meio de uma elevação que coloca o peso da pessoa para a frente, fazendo com que tenha menos impacto na região do esporão, o que reduz sua probabilidade de aumento. O suporte do arco do pé diminui a tensão da fáscia, atuando na causa da patologia. Além disso, a palmilha promove amortecimento e melhor acomodação sob o osso calcâneo, proporcionando conforto e bem-estar para fazer qualquer atividade.

 

Para saber mais sobre esporão, assista ao vídeo abaixo:

esporao08

CIRURGIA PARA ESPORÃO DE CALCÂNEO

As cirurgias podem ser realizadas para a retirada do esporão e/ou liberação da fáscia plantar e são destinadas para os casos mais graves, ocorrendo somente após de, no mínimo, um ano de tratamento conservador. Algumas complicações após a cirurgia costumam ocorrer, como:

  • Permanência dos sintomas no local (por conta da intervenção cirúrgica).
  • Atrofia da musculatura da panturrilha.
  • Perda de mobilidade e força dos dedos.
  • Fibrose (tecido cicatricial) na região.
  • Perda de sensibilidade no local.

esporao 8

8. Cirurgia de remoção do esporão