Disque 4003-8033   ou

Comparação da produtividade com tempo em pé e sentado

Com intuito de quantificar a diferença de produtividade entre aqueles que ficam em pé ou andando com aqueles que ficam sentados, foi feita a comparação do ritmo de trabalho, atenção aos detalhes, desejo de mudança de função, humor, relacionamento e dores.

Como esperado, aqueles que ficam em pé ou andando entre 6 e 8 horas no dia tem sua produtividade mais afetada que aqueles que ficam sentados e há um número maior de pessoas que desejam mudar de função.
 
Tabela com a relação entre o ritmo de trabalho com as horas passadas sentadas, em pé ou andando.
Tabela com a relação entre a atenção aos detalhes com as horas passadas sentadas, em pé ou andando.
Imagem de três tabelas, uma com a relação entre o desejo de mudar de função com as horas passadas sentadas, em pé ou andando, outra com o humor e com as horas passadas sentadas, em pé ou andando, e a outra entre o relacionamento dos colegas com as horas passadas sentadas, em pé ou andando.
 
É possível observar, também, uma piora relevante nos níveis de dores nos pés tornozelos e joelhos.
 
Imagem de três tabelas, uma comparando as dores nos pés com as horas passadas em pé, andando e sentado; outra comparando as dores nos tornozelos com as horas passadas em pé, andando e sentado; e a última comparando as dores nos joelhos com as horas passadas em pé, andando e sentado.
 
Conclui-se, com base nas análises feitas nos capítulos IV e V, que há fortes correlações entre tempo em pé, intensidade de dores nos pés, tornozelos e joelhos e sua influência no trabalho.

Atividades que exigem longas jornadas em pé, causam impactos negativos para trabalhadores e empresas. É irrefutável, portanto, a necessidade de se encontrarem alternativas que aliviem o fardo desses longos períodos em pé, para melhoria da qualidade de trabalho e a redução de perdas para a empresa.

Clique nos links abaixo para saber mais detalhes sobre a pesquisa “O trabalho e a relação com os pés, tornozelos e joelhos”.

Características dos trabalhadores do estudo

Características do trabalho

Problemas nos pés causados pelo trabalho

Consequências econômicas do tempo em pé e as dores

Característica dos pés