Início » Blog » Esporão de galo: saiba o que é, como tratar e como prevenir
Última Atualização: 22 de dezembro de 2023

Esporão de galo: saiba o que é, como tratar e como prevenir

 em Cuidados, Patologias

Também conhecido como esporão de calcâneo, o esporão de galo é uma condição de saúde em que um crescimento ósseo que ocorre na base do osso do calcanhar. Geralmente, esse crescimento ósseo é imperceptível no começo: leva tempo para o seu tamanho começar a incomodar. Mas se não houver tratamento, pode causar dor intensa na região do calcanhar.

 

 Explicaremos aqui um pouco mais sobre essa condição, como ela é formada, quais suas causas, os sintomas, como é feito o diagnóstico, como é o tratamento e qual a melhor forma de prevenir que esse crescimento ósseo ocorra.

O que é o esporão de galo?

O esporão de galo (ou esporão de calcâneo) ocorre quando uma parte do osso do calcanhar – geralmente a inferior – cresce mais do que deveria, formando uma espécie de “espora” (daí o nome da condição).

 

Como o esporão de galo costuma causar dor na sola do pé, pode ser confundido com a fascite plantar,  isso acontece porque elas podem coexistir e possuem a mesma causa, por conta disso, pode ser difícil de diferenciá-las clinicamente. 

 

A fascite plantar é um problema em que a fáscia plantar, o tecido que liga os músculos do pé aos ossos, se inflama e causa uma dor intensa ao caminhar. A relação entre os dois, porém, é que o esporão surge na região do pé próxima à fáscia (o tecido), e pode causar dores no mesmo lugar em que a fascite plantar pode surgir. 

 

Quais os sintomas do esporão de galo?

É possível que não haja sintomas. No entanto, quando aparecem, eles costumam ser uma dor aguda e em pontada na região da base do calcanhar que piora com o passar do dia.

 

Causas do esporão de galo

O esporão de galo é como uma reação à tensão e o desgaste a que os ligamentos do pé estão submetidos, como excesso de peso e mesmo o estresse causado pela fascite plantar. A tensão e o desgaste também podem ser causados pelo uso de calçados inadequados, principalmente aqueles que possuem o solado mais rígido, como saltos e sapatos sociais; pela prática de exercícios com altos níveis de impacto, como saltos e corridas; por sobrepeso, que causa uma sobrecarga nos pés; ou por problemas fisiológicos, como o pé chato e o pé cavo, que diminuem a eficiência dos pés para absorver impactos.

Fatores de risco para o esporão de galo

Existem alguns grupos de pessoas específicas que possuem uma maior facilidade para desenvolver esse problema de saúde. Esses grupos incluem pessoas que sofrem de diabetes, pessoas em idade avançada – pois a idade diminui a gordura que protege o calcanhar, além de diminuir a flexibilidade da fáscia plantar –, pessoas que passam muitas horas do dia em pé e atletas profissionais.

Diagnóstico e tratamento do esporão de galo

O diagnóstico do esporão de calcâneo é muito simples, na verdade. Ele é feito através de exames de raio-x, que podem detectar o crescimento do osso. Feito o diagnóstico, é possível iniciar o tratamento.

 

O tratamento para esporão de galo costuma incluir acompanhamento com um fisioterapeuta, evitar movimentos que exijam impacto (como saltos, corridas, etc), uso de palmilhas feitas sob medida e uso de anti-inflamatórios.

O esporão de galo também pode ser resolvido cirurgicamente, porém, por se tratar de um processo considerado invasivo, os médicos preferem começar por um tratamento não cirúrgico. A cirurgia só é uma opção para casos mais avançados.

Como prevenir o esporão de galo

Um primeiro passo é usar calçados adequados, realizar exercícios que possam ajudar a fortalecer a musculatura do pé, além de manter sempre uma alimentação saudável, evitando o sobrepeso e, consequentemente, sobrecarregar o amortecimento dos pés.

 

Você pode agendar uma avaliação gratuita com um de nossos especialistas, clicando aqui, ou ligando ou mandando um WhatsApp para 4003-8033. Ao realizar a avaliação, é possível solicitar um calçado ou palmilha feitos sob medida, que podem lhe ajudar tanto no tratamento, quanto na prevenção do esporão de calcâneo.

Perguntas frequentes

Que exercícios fazer para aliviar a dor o esporão de galo?

Você pode prevenir o esporão de galo com exercícios como o alongamento dos pés, com o auxílio de uma toalha, o que pode ajudar a fortalecer a musculatura dos pés. 

 

Quando devo procurar um especialista?

Você deve procurar um especialista assim que surgirem os primeiros sintomas, que são: dor intensa no calcanhar, inchaço e rigidez na região da panturrilha, dificuldade para caminhar, desconforto e dor no arco plantar.

 

Fontes

 

  1. https://www.webmd.com/pain-management/heel-spurs-pain-causes-symptoms-treatments
  2. https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/21965-heel-spurs
  3. https://www.healthline.com/health/heel-spurs
  4. https://www.pessemdor.com.br/blog/esporao-de-calcaneo-2/
  5. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24379452/
  6. https://www.endocrine-abstracts.org/ea/0022/ea0022p320
Mateus Martinez
Mateus Martinez
Atualmente é diretor de fisioterapia da Pés Sem Dor. É mestre em fisioterapia esportiva pela The University of Queensland, Austrália (2015). Especialista em Dry Needling (agulhamento a seco) pela Combined Physio Austrália. Graduado em fisioterapia na USP - Universidade de São Paulo (2011). É professor convidado da pós-graduação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Foi fisioterapeuta da equipe Vôlei Brasil Kirin (2013) e Medley Campinas (2011-2013). Foi professor de anatomia e patologia básica para curso técnico de radiologia da Escola Profissionalizante CETEP (2012-2013). É co-autor de 6 estudos sobre saúde dos pés, possui mais de 170 artigos escritos sobre saúde dos pés no site da Pés Sem Dor e é criador de conteúdo no canal do Youtube da Pés Sem Dor, onde fala sobre saúde, bem estar e dores nos pés, tornozelos e joelhos para +160 mil inscritos. Profissional com registro no crefito: 162983-F
Postagens Recomendadas
Agende sua avaliação gratuita