Bunionette

Escrito por Mateus Martinez | Atualizado em 17 de julho de 2020.

é mestre em fisioterapia esportiva pela Universidade de Queensland – Austrália. Fisioterapeuta formado pela Universidade de São Paulo (USP). Ele é Diretor de Fisioterapia na Pés Sem Dor, ministra cursos no Grupo Terapia Manual e gosta de praticar corrida. Profissional com registro no crefito: 162983-F

Você pode encontrar Mateus Martinez no Youtube e Linkedin

De acordo com o estudo “Bunionette”, bunionette é uma protuberância na cabeça do quinto metatarso, o osso do pé que está localizado antes do dedinho. É considerado um joanete do quinto dedo do pé e pode tornar-se doloroso caso haja atrito com calçados e excesso de carga na região.

A palavra bunionette quer dizer “pequeno joanete”, mas esse é apenas um dos nomes relacionados a esta deformidade. Denominações como “Joanete do Alfaiate” e “Joanete de Sastre” também podem ser encontradas, mas, independente do nome, a deformidade é a mesma, causada pela pressão repetitiva da borda lateral do calçado sobre o dedo, ou seja, principalmente pelo uso de calçados inadequados para o pé. Se houver o aparecimento de calosidade na base do 5º metatarso, e junto a isso, a pessoa sentir dor na região, realmente pode existir o bunionette, que deve ser cuidado rapidamente.

Bunionette

CAUSAS

O Bunionette é uma patologia de aparecimento progressivo, que pode tornar-se dolorosa quando há atrito com os calçados. Portanto, a principal causa é o uso de calçados inadequados, em geral, os de bico fino ou de salto. Como é uma patologia progressiva, quanto maior o uso desses tipos de calçados mais a doença vai se desenvolver. Existem outros fatores que podem influenciar no desenvolvimento do bunionette, como:

Pé cavo e/ou supinação excessiva, que aumentará a carga na lateral do pé;

Frouxidão ligamentar, aumentando a suscetibilidade de deformidades e desalinhamentos;

Alterações anatômicas do quinto metatarso.

o quadro abaixo, assim como a frequência e intensidade dessas dores.

Após essa etapa, o fisioterapeuta iniciará a análise, na qual o pé será mensurado (todas suas medidas serão confirmadas), analisado em movimento (andando no baropodômetro) e parado (no scanner 3D) e será verificado se existe alguma diferença de comprimento entre as pernas.

ETAPAS DA AVALIAÇÃO

Análise em movimento: o teste de pisada da empresa Pés Sem Dor é o mais completo e tecnologico do mercado. Com o baropodômetro e a interpretação de um dos fisioterapeutas treinados, é obtida a dinâmica do passo, com informações da gait line (centro de pressão durante a caminhada, que identifica o tipo de pisada, instabilidades, impulso e outras alterações biomecânicas) e as pressões na sola do pé.

Análise estática: os pés serão avaliados também em posição estática, no scanner 3D. Com isso é possível verificar todas as dimensões do pé, tamanho do arco plantar e o tipo de pé.

Avaliação da diferença de membros: com um moderno equipamento nivelador de quadril, é possível confirmar e identificar a diferença de tamanho dos membros inferiores com boa precisão. Essa avaliação pode ser fundamental para sanar diversas dores.

SINAIS E SINTOMAS

O atrito com os calçados pode causar inflamação dos tecidos na região, desgaste da articulação, rupturas de tendões e bursite. Tudo isso pode ser fonte de dor na borda lateral do dedo, e o seu aparecimento vai gerar dificuldade para encontrar calçados que não incomodem, além de:

Saliência óssea na base do dedinho, na parte externa do pé;

Vermelhidão, inchaço e dor intensa na região;

Formação de calosidades;

PREVENÇÃO E TRATAMENTO

Por ser uma patologia progressiva, o paciente precisa mudar alguns hábitos e iniciar o tratamento conservador o mais rápido possível, a fim de evitar um processo cirúrgico para correção. Basicamente, os tratamentos mais utilizados são:

Uso de calçados confortáveis, que sejam mais espaçosos;

Uso de protetores e separadores de dedos;Protetores e separadores de dedos podem ajudar no tratamento do bunionette;

Tratamento fisioterapêutico especializado para alívio dos sintomas e a fim de evitar a progressão;

Se a deformidade for muito severa, pode ser necessário limitar o tempo que caminha ou fica em pé;

Uso de palmilhas Pés Sem Dor.

PALMILHAS PÉS SEM DOR® PARA BUNIONETTE

A palmilha Pés Sem Dor tem o poder de corrigir a supinação, retirando a força excessiva sobre a lateral do pé, e dessa forma impedindo a evolução do bunionette, além de melhorar a estética e função do pé.

CIRURGIA

Nos casos mais graves pode ser necessária uma cirurgia para correção dessa saliência, em que o médico fará a escolha do tipo de procedimento. Os mais comuns são:

A remoção dessa proeminência óssea;

Reposicionamento do quinto metatarso.

Todas as cirurgias têm riscos de complicações como infecção, problemas de cicatrização, lesão de nervos, trombose e embolismo pulmonar. Além disso, os procedimentos de correção do bunionette podem incluir:

O retorno do bunionette;

Não melhora ou até a piora dos sintomas;

Lesão vascular (perda da irrigação do dedinho).

DICAS E CURIOSIDADES

Dicas para aliviar as dores do bunionette:

Cobrir o local da dor com gelo (enrolar em uma toalha para que não fique diretamente sobre a pele), mas nunca ultrapassar 20 minutos de aplicação;

Escolher sapatos confortáveis no dia a dia, com maior espaço para os pés;

Evitar o uso contínuo de saltos altos ou sapatos com bico fino;

Tomar medicamentos para alívio dos sintomas, mas apenas se prescritos por seu médico.

LINKS EXTERNOS

1) Bunionette | Foot Education

2) Tailor’s Bunion (Bunionette) | Foot Health Facts

3) Bunionete (“Joanete de Sastre”) | Clínica Movere

4) Bunionette – Joanete do 5o dedo | Clínica e Cirurgia do Pé