Disque 4003-8033   ou

Fascite Plantar

fascite plantar

No pé há um tecido chamado fáscia plantar, responsável por ligar o calcanhar aos dedos do pé. Quando esse tecido é sobrecarregado por excesso de peso, grandes impactos e tensões, ocorre sua inflamação, a chamada fascite plantar. Essa é uma das patologias mais comuns que ocorrem nos pés. >Pode causar dores fortes, dificuldades para caminhar e exercer suas funções normais do dia a dia. A dor também pode estar localizada apenas no calcanhar ou no arco do pé e algumas vezes irradiar para outras regiões, como tornozelos, dorso do pé e tendão.
A fascite é frequentemente confundida com esporão de calcâneo, porque localiza-se na mesma região em que o esporão surge, a dor torna-se crônica e é estendida praticamente pelo mesmo ponto do calcanhar. Assim, após muito tempo sofrendo a sobrecarga e sem receber tratamento, pode causar o esporão.

O QUE CAUSA A FASCITE PLANTAR

Algumas alterações dos ossos estão ligadas a inflamações na fáscia e principalmente a um mau amortecimento de impacto, o que sobrecarrega essa estrutura.
As alterações ocorrem devido ao:

  • Pé muito cavo, que é mais rígido e quase não absorve os impactos, podendo causar o encurtamento da fáscia. 2% da população possui esse problema;
  • Pé chato e pisada errada, pois há uma deficiência na absorção de impactos e isso pode gerar uma distensão da fáscia. 14% da população tem pé chato;
  • Sobrepeso, pois ocorre uma sobrecarga tanto óssea quanto muscular, sendo assim um fator de risco;
  • Calçados inadequados, com solados planos e muito flexíveis que não dão o suporte necessário para o arco do pé;
  • Atividades físicas de alta intensidade, que exigem muito do calcanhar e da fáscia plantar, como corridas longas e excessivas;
  • Encurtamento e tensão no Tendão de Aquiles, já que este tem conexão direta com a fáscia plantar;
  • Ficar muito tempo em pé ou sentado.

 

TIPOS DE PÉ

Há três tipos de pé, o cavo, o chato e o normal. Cada um deles possui uma estrutura do arco plantar diferente, e dependendo de qual for, essa estrutura pode deixar o pé sujeito a lesões.

  • O pé normal possui o arco regular. É o mais comum e apropriado para distribuir a carga do corpo e o amortecimento de impacto;
  • O pé cavo possui um arco mais alto e acentuado, sua área de apoio é menor, e as pressões exercidas nos pés ficam concentradas especificamente nos metatarsos, que é a região próxima aos dedos, e no calcanhar, podendo ocasionar dores.
  • O pé chato tem o arco mais baixo e possui uma grande área de apoio, pois praticamente toda a sola do pé fica em contato com o chão.

 

CIRURGIA

 

A melhor maneira de tratamento é a forma conservadora. Cirurgias para este problema são feitas somente em últimos casos, quando o tratamento conservador não surtiu efeito ou se houver ruptura da fáscia.

COMO TRATAR E PREVENIR A FASCITE PLANTAR

As principais formas de tratamento e prevenção:

  • Corrigir as alterações nos casos de pé chato ou cavo e erros de pisada;
  • Alongamento e fortalecimento das estruturas do pé e tornozelo;
  • Perder peso;
  • Fazer atividades físicas com o auxílio de um profissional;
  • Uso de bandagens;
  • Acupuntura associada a outras formas de reabilitação;
  • Tratamentos com ultrassom, iontoforese e laser;
  • Agulhamento a seco, que proporciona relaxamento da fáscia;
  • Usar calçados com maior amortecimento e suporte;
  • Uso de Palmilha Pés Sem Dor. Uma das melhores formas de ajustar as alterações das estruturas ósseas que causam a fascite plantar.
ALONGAMENTOS

 

  • Para fortalecer a musculatura do pé, tente pegar uma toalha do chão com os dedos dos pés. Faça de 10 a 15 repetições, de 3 a 4 vezes por semana;
  • Para alongar e fortalecer a panturrilha, fique na ponta de um degrau, estique a perna para cima, ficando na ponta do pé e retorne para baixo até o limite. Realizar 3 séries de 15 repetições, 1 vez ao dia;
  • Coloque sua perna em uma superfície levemente inclinada e permaneça por 1 minuto. De 3 a 4 vezes por semana.
  • Pise com o calcanhar sobre uma bolinha de tênis, deixe os dedos apoiados no chão e o joelho flexionado.

Depois, pise na bolinha com a região do médio pé (o meio da sola do pé), e por fim, pise na bolinha com a região do antepé (a parte próxima aos dedos), mantenha o calcanhar no chão e os joelhos flexionados. Repita de 3 a 4 vezes por semana.

fascite plantar dor alongamento

Exercícios para alívio da fascite plantar.

 

DICAS CASEIRAS PARA ALIVIAR A DOR DA FASCITE PLANTAR

    • Sempre preferir gelo ao calor e nunca ultrapassar 20 minutos de aplicação;
    • Alongar alivia os sintomas temporariamente, mas dificilmente apenas o alongamento resolverá o problema, já que a sobrecarga local é uma das principais causas;
    • Anti-inflamatórios (prescritos por um médico) podem ser usados, auxiliam no controle da dor e inflamação, mas devem ser aliados a outras terapias. O seu uso quebra o ciclo de dor e permite que os exercícios terapêuticos sejam realizados com melhor eficácia;
    • Imobilização raramente é a melhor saída. Sabe-se hoje que a reeducação da atividade, o uso de palmilhas e exercícios específicos são a melhor solução;
    • Uso de órtese noturna, para auxiliar no alongamento da fáscia;
    • Para fortalecer a musculatura profunda do pé, puxe uma toalha com os dedos dos pés. Faça de 10 a 15 repetições, de 3 a 4 vezes por dia;
Fascite plantar

Fascite plantar

É muito importante lembrar que as receitas caseiras somente aliviam a dor, e não tratam efetivamente a fascite.

      • Aplicação de gelo

Controlar a inflamação com o uso de gelo aplicando na região dolorida de 10 a 15 minutos duas vezes ao dia ou congelar uma garrafa de água (600ml), pisar em cima e rolar o pé sobre ela. Fazer isso por 1 minuto, repetindo 3 vezes.

fascite plantar dor alongamento massagem

Rolar o pé sobre uma garrafa de água congelada

      • Sais de Epsom

Os sais de Epsom possuem ação anti-inflamatória e calmante, melhorando a circulação do sangue. Os minerais presentes ajudam a relaxar a musculatura do pé e consequentemente aliviar a dor causada pela fascite.

Ingredientes
      • 5 xícaras de água;
      • 4 colheres de sais de Epsom.

 

Modo de preparo
      • Coloque a água para esquentar, mas não deixe por muito tempo. A água precisa estar em uma boa temperatura para colocar os pés;
      • Despeje a água em uma bacia e adicione os sais.

Depois mergulhe os pés na água e mantenha por 20 minutos.

      • Chá de gengibre

O gengibre possui um componente com propriedades que atuam como analgésico e anti-inflamatório, que ajuda a reduzir a dor. Ele pode ser consumido em chá, ou por meio de massagens com o óleo essencial de gengibre.

Ingredientes
      • 1 colher de gengibre ralado
      • 1 xícara de água

 

Modo de preparo
      • Esquente a água e depois adicione o gengibre ralado. Deixe-o repousar por 5 a 10 minutos. Consuma a bebida duas vezes ao dia.

 

ACUPUNTURA PARA FASCITE PLANTAR

No caso da fascite plantar, a acupuntura deve ser considerada como uma terapia complementar, contribuindo para a diminuição dos sintomas, através do estimulo de alguns pontos dos pés, junto com a prática de exercícios, alongamentos, e o uso de palmilhas Pés Sem Dor.

MEDICAMENTOS

Anti-inflamatórios prescritos por um médico auxiliam no controle da dor e inflamação, mas devem ser aliados a outras terapias. O seu uso quebra o ciclo da dor e permite que os exercícios terapêuticos sejam realizados com garantia;

ÓRTESES

O segredo das órteses noturnas está no alongamento. Os modelos modernos, chamados talas noturnas dorsais envolvem apenas uma parte da canela e o dorso do pé, colocando em alongamento o tendão de Aquiles e tensionando levemente o pé, o que causa o alívio das dores.

fascite plantar palmilha pés sem dor

Palmilha para fascite plantar

COMO A PALMILHA PÉS SEM DOR ATUA NA

FASCITE PLANTAR

A palmilha Pés Sem Dor atua dando suporte ao arco plantar e, consequentemente, à fáscia plantar, de forma que a sobrecarga sobre ela seja retirada em cada passo. No caso do pé cavo, a palmilha aumenta a área de contato com o pé e melhora o amortecimento. No caso do pé chato hiperpronado, a palmilha oferece apoio e retira a carga da fáscia plantar. Além disso, a palmilha sob medida consegue promover o alongamento da fáscia, aliviando os sintomas.
Clique aqui e conheça a palmilha Pés Sem Dor para tratamento da fascite plantar.
Para saber mais sobre fascite plantar, assista ao vídeo abaixo:

diagnostico-fascite4