Disque 4003-8033   ou

O dedo de Morton é uma variante do pé caracterizado pelo segundo dedo do pé ser o mais longo entre todos. Está ligado ao tipo de pé, principalmente ao grego. De acordo com a pesquisa “Os Pés Brasileiros”, que ouviu 26.339 pessoas em 2012 (realizada pela Pés Sem Dor), 32,8% da população têm o Dedo de Morton. Não existe uma causa específica e nem prevenção para o dedo de Morton, pois se trata de uma condição anatômica e hereditária. De acordo com o VeryWell Fit, o dedo de Morton é uma variação comum observada em 10% a 20% da população. Ter o dedo do pé de Morton pode levar a dor no pé e a necessidade de encontrar calçados que se encaixem melhor .

Ilustração de um pé com dedo de Morton

 

CAUSAS

O dedo de morton em si não causa dores e problemas à pessoa, porém existem diversas patologias que podem estar ligadas a anomalia, tais como:

Metatarsalgias;

Neuroma de Morton;

Fratura por stress dos metatarsos;

Fascite plantar;

Calosidades;

Deformidades nos dedos, como dedos em martelo e em garra.

 

PREVENÇÃO E TRATAMENTO

Também não existe um tratamento específico para o dedo de Morton, apenas para as patologias consequentes. Até porque não há necessariamente uma relação direta entre o dedo de morton e essas patologias. Um fisioterapeuta especializado pode ajudar na melhora dos sintomas, indicando exercícios educacionais para os pés.

 

PALMILHAS PÉS SEM DOR® PARA DEDO DE MORTON

O melhor meio de redistribuir as pressões nessa região é usando palmilhas ortopédicas sob medida. A palmilha Pés Sem Dor redistribui a pressão que está concentrada sob os metatarsos, através de uma elevação retrocapital chamada piloto, que alivia as pressões nessa região. Além disso, ela promove o suporte ao arco transverso do pé, aumentando o espaço entre os ossos, melhorando o apoio nas cabeças dos metatarsos e eliminando a dor.

Palmilha Pés Sem Dor

Palmilhas sob medida Pés Sem Dor