Problemas no quinto metatarso

17 de fevereiro de 2017

Você conhece os problemas no quinto metatarso?

Antes de falar sobre o quinto metatarso, vale a pena falarmos sobre o que são os metatarsos. É muito comum as pessoas sofrerem problemas nesses locais por eles serem mais propensos a batidas ou coisas do tipo, além de estarem sobre constante carga imposta.

Metatarsos

Pois bem, os metatarsos são constituídos por cinco longos ossos localizados na região do antepé (parte da frente, onde ficam os metatarsos e os dedos. Esses ossos são responsáveis pela estabilidade e suporte dos pés aos desníveis do solo e ao caminhar. Eles são articulados com os dedos (falanges) e os ossos do tarso (cuneiformes e cubóide).

Imagem ilustrativa mostrando todos os ossos que formam o pé.

Ossos do pé – Metatarsos

 

Quinto Metatarso

O quinto metatarso é o osso do antepé que está articulado com as falanges do dedo mínimo (popularmente conhecido como “dedo mindinho”) e com o cuboide (osso do tarso que envolve o 4º e o 5º metatarsos).

Como dito anteriormente, todos os ossos metatarsos são suscetíveis à dores, mas o quinto é ainda mais, isto ocorre porque ele absorve muito impacto durante corridas ou caminhadas, principalmente para aqueles que possuem uma pisada incorreta, utilizam calçados inadequados como o salto alto ou tênis rígidos demais.

Mais a frente neste texto, iremos falar sobre os principais diagnósticos relacionados à patologia, entretanto podemos fazer uma pequena prévia, entre possíveis diagnósticos estão:

 

Causas de Dores no Quinto Metatarso

São muitos os fatores causadores de dores no quinto metatarsos, a maioria deles está associada a sobrecarga aplicada na cabeça do osso ou à prática intensiva de esportes que exigem grande uso de saltos e movimentos bruscos, como o vôlei.

Confira agora os principais fatores causadores das dores:

Alinhamento

O alinhamento da pisada é um fator muito relacionada as dores no quinto metatarso, um indivíduo que possui uma pisada supinada sofre uma distribuição desproporcional da pressão em cada parte do pé, assim levando uma pressão exagera (sobrecarga) na região externa do pé, onde está localizado o quinto metatarso.

Além disso, tal desvio do alinhamento normal pode se desenvolver por causa do formato natural dos pés ou pela fraqueza muscular de cada indivíduo, podendo evoluir para problemas mais sérios, como o desalinhamento do joelho e/ou tornozelo e o aumento da ocorrência de entorses.

Mais fatores associados a sobrecarga

Como dissemos anteriormente, existem muitos fatores relacionados à sobrecarga, que causam as dores no quinto metatarso. Além dos já citados, o excesso de peso (que não necessariamente precisa estar aliada ao tipo de pisada ou calçado) pode contribuir para o aumento de incômodos no quinto metatarso, pois o osso fica sobrecarregado com a pressão absorvida.

Outro fator é a prática de atividades físicas que exigem grande esforço dos pés, nesse caso a consequência pode ser desde calos, até traumas e lesões. Esportes em que o atleta precisa saltar, como vôlei, basquete, ginástica, ou longas caminhadas são os que oferecem mais riscos aos praticantes, porém outros esportes que oferecem riscos como pisadas bruscas ou pancadas, também podem ser responsáveis por lesões na região, como tênis e futebol, por exemplo.

Relação entre os calçados e as dores no quinto metatarso

Outro motivo significante de dores no quinto metatarso é pelo uso de calçados inadequados, dentro desta categoria estão o uso de tênis e sapatos desconfortáveis e rígidos. Alguns exemplos são: salto alto e sandálias de bico fino.

Os calçados citados distribuem de forma desproporcional as pressões recebidas pelos pés e comprimem os dedos entre si, alterando, assim, a biomecânica do corpo.

Traumas

A ocorrência de batidas involuntárias ou pancadas na região do quinto metatarso, é muito comum devido a localização na parte externa do pé. Uma situação muito comum na vida das pessoas é a famosa batida do “dedinho” em quinas de portas e móveis, o que pode afetar diretamente o aparecimento de dores.

Os traumas, por sua vez, estão associados ao entorse de tornozelo. Nessas situação o tornozelo “vira para dentro”, podendo gerar lesões ligamentares graves e até fraturas do quinto metatarso.

Esses entorses, a longo prazo, também podem causar uma dor crônica e de difícil resolução nessa região.

Principais Patologias associadas à dor no Quinto Metatarso 

Chegou o momento de falar sobre mais detalhes envolvendo as patologias associadas as dores no quinto metatarso.

Vale lembrar que o diagnóstico dessas patologias deve ser feito por um médico especializado, recomendamos que ao sentir dores ou qualquer incômodo na região ao qual é tema deste texto, indicamos a você que procure um profissional da saúde. O mesmo poderá realizar exames físicos e de imagem para detectar os possíveis problemas.

Entre as patologias associadas à dor no quinto metatarso estão:

    • Calos: É o espessamento da pele em algumas partes do corpo e ocorre devido ao atrito do pé com o calçado. São comuns em pessoas que usam e saltos altos e sandálias de bico fino. Não causam dor, mas podem gerar desconforto.

 

Imagem ilustrativa mostrando o local dos calos gerados pelo uso de calçados apertados.

Calçados apertados têm influência direta no surgimento dos calos

 

    • Pé cavo Indivíduos que possuem os pés cavos têm o arco plantar acentuado, além disso, esse tipo de pé pode estar relacionado com a supinação durante o caminhar, o que contribui para o aumento da sobrecarga no quinto metatarso.

 

Imagem ilustrativa mostrando como o pé cavo faz com que haja uma pressão maior no quinto metatarso.

Pé cavo e a dor no quinto metatarso.

 

    • Bunionette: É um tipo de joanete do quinto metatarso. Essa deformidade pode ocorrer devido à pressão contínua aplicada na lateral dos pés, causada muitas vezes pelo prolongado uso de sandálias de bico fino e/ou salto alto.Indivíduos com bunionette devem redobrar os cuidados, trata-se de uma patologia que evolui gradualmente, por isso ela precisa ser tratada devidamente e deve ser evitado o uso de calçados apertados, que podem contribuir para o agravamento do problema. Em alguns casos a complicação só pode ser resolvida com cirurgia.

 

Imagem ilustrativa mostrando o local do bunionette.

Bunionette.

 

Tratamento

Como dito anteriormente, o tratamento para a dor no quinto metatarso vai depender muito do diagnóstico dado pelo médico especializado com base nas causas do problema. Entretanto, algumas pessoas costumam fazer uso de anti-inflamatórios e analgésicos, a fim de resolver as dores, porém isso é totalmente inadequado.

A automedicação é muito perigosa e pode oferecer ainda mais riscos ao paciente, por isso, vale lembrar que o uso de fármacos só deve ser feito juntamente com a prescrição de um médico especializado.

No geral, algumas medidas podem ser tomadas para aliviar as dores sem nenhum risco envolvido, como:

      • Aplicação de gelo na área afetada por 15 a 20 minutos;
      • Utilização de separadores de dedos;
      • Os pacientes devem diminuir, ou extinguir, o uso de salto alto e/ou sandália de bico fino. Deve-se optar por calçados espaçosos e confortáveis;
      • Diminuir a carga de exercícios físicos de grande intensidade;
      • Nos casos mais graves, a área deverá ser mantida em repouso;
      • Utilizar as palmilhas Pés Sem Dor.

 

Como a Palmilha Pés Sem Dor atua na Dor no Quinto Metatarso 

As palmilhas Pés Sem Dor atuam na correção da pisada do cliente. Para isso, cada peça é confeccionada com base nos contornos de cada pé, para que assim haja uma melhor distribuição das cargas absorvidas pelo quinto metatarso durante o caminhar e aliviando a dor.

Imagem ilustrativa mostrando o design das palmilhas confeccionas para resolver as dores no quinto metatarso.

Palmilhas Pés Sem Dor para dor no quinto metatarso, com contornos específicos do pé

 

Fraturas no Quinto Metatarso

As fraturas podem ocorrer de diferentes maneiras quando falamos do quinto metatarso. Confira abaixo as três fraturas possíveis referentes ao quinto metatarso:

      • Fratura por avulsão: Esse tipo de ruptura acontece devido ao entorse de tornozelo, neste caso um pequeno pedaço do osso é arrancado por um tendão ou ligamento.
      • Fratura de Jones: A chamada fratura de Jones acomete apenas uma pequena área do quinto metatarso, esta área (na base ou epífise proximal), recebe pouco sangue e por isso sua recuperação é mais lenta. Essa fratura pode ser uma lesão por stress (microfaturas) ou uma ruptura aguda (traumática). Ela está associada pelo uso excessivo, trauma ou esforço repetitivo, essa é a fratura mais rara entre as três, e também a mais difícil de ser tratada.
      • Fratura por stress: A fratura por stress é a mais comum, ela costuma afetar, principalmente, jovens e atletas.Os pacientes alegam dor na base do metatarso e pode haver também equimose (mancha na pele, de coloração variável, produzida por extravasamento de sangue), além de inchaço local.

        Entretanto, os indivíduos costumam sentir algumas dores, semanas antes de apresentaram tais sintomas.

 

Cirurgia para Fratura no Quinto Metatarso 

As cirurgias para dor no quinto metatarso são necessárias quando alguma das fraturas citadas acima não foram resolvidas após os procedimentos envolvendo os tratamentos conservadores.

Para a fratura de Jones, que costuma ser difícil de ser tratada por conta do baixo fornecimento de sangue, a cirurgia consiste em aumentar a velocidade de formação de calo ósseo e diminuir o tempo de cura a fim de permitir uma rápida reabilitação, por meio de uma fixação de uma haste intramedular no osso acometido ou por exerto ósseo.

O procedimento é o mesmo para fraturas por stress, explicando melhor o procedimento, trata-se de uma incisão ao longo do exterior do pé que permite a inserção de um parafuso no quinto osso metatarsal.

Após o procedimento o tempo médio para a cura é de aproximadamente entre seis e oito semanas.